Mulher joga bebê pela janela logo após dar à luz dentro de casa

brasil
19.06.2020, 12:01:40
Atualizado: 19.06.2020, 12:08:33

Mulher joga bebê pela janela logo após dar à luz dentro de casa

Recém-nascido foi encontrado morto dentro em uma lixeira

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma jovem de 20 anos jogou um recém-nascido pela janela de seu apartamento, que fica no segundo andar, logo após dar à luz. O caso aconteceu em Praia Grande, no litoral de São Paulo. 

O bebê foi encontrado morto em uma lixeira na frente do prédio pela auxiliar de serviços gerais Cristiane Pereira Campos Silva, 45 anos. Em entrevista ao G1, ela contou que sempre olha as lixeiras do prédio e, na ocasião, encontrou um saco plástico estranho em um dos baldes.

“Quando levantei a sacola, vi muito sangue, ainda estava meio morno. Então, deixei lá e fui chamar o zelador”, explica. Ela conta que o zelador a acompanhou até a lixeira e pediu para que ela olhasse o que havia dentro da sacola. “Comecei a abrir e vi o pé de uma criança”, relata.

“Eu comecei até a tremer, porque jamais imaginei passar por esse momento. Eu sou mãe. Como eu vou ter netos também, jamais vou querem que isso aconteça com a minha família. Não consegui comer nada. Aquela imagem não sai da minha cabeça em nenhum momento, aquela criança dentro de um saco plástico todo enroladinho”, explica, emocionada.

Em um primeiro momento, a auxiliar até achou que era carne fresca. Após o encontro, a Polícia Militar foi acionada e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também compareceu ao local.

A Polícia Civil ainda não sabe informar se o bebê nasceu morto e se o parto foi natural, um aborto espontâneo ou provocado. O corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), onde exames serão feitos para comprovar se o bebê nasceu vivo ou não. A polícia não deu mais detalhes sobre a mãe da criança.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas