Mulher resolve assistir a pornô gay e descobre que marido era um dos atores

em alta
19.10.2020, 18:22:05
Atualizado: 19.10.2020, 18:25:35
(Foto: Reprodução / Shutterstock)

Mulher resolve assistir a pornô gay e descobre que marido era um dos atores

Esposo se justificou alegando que desenvolve interesse por homens após usar metanfetamina

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Aproveitando que o marido foi dormir, uma norte-americana de 26 anos resolveu assistir um filme pornô para relaxar. Mas, enquanto buscava alguma produção interessante de sexo entre homens, seu gênero favorito, teve uma surpresa: seu esposo era um dos protagonistas do pornô gay.

Ela imediatamente reconheceu o rosto do companheiro. Ao clicar na gravação para ver mais detalhes, percebeu que o maridão, usando a aliança de casamento e tudo, aparecia fazendo sexo com vários outros homens.

Confusa, a norte-americana fez um post no Reddit em busca de ajuda. Após a descoberta, os dois passaram a dormir em casas diferentes, e ela se submeteu a exames para detectar possíveis doenças sexualmente transmissíveis.

"Vou tentar não deixar isso muito explícito, mas cliquei em um vídeo aleatório e, definitivamente, era meu marido (na tela). O rosto dele estava plenamente visível, várias tatuagens específicas. Era ele. Eu sabia, sem sombra de dúvidas, que aquilo aconteceu depois de nos casarmos, porque ele estava com a droga da aliança", escreveu a usuária anônima.

"Eu fiquei furiosa e enojada. Ele fez sexo sem proteção com vários homens. A única coisa em que eu pensava era em DSTs. Eu não consegui dormir à noite. Pedi para sair do meu trabalho também. A primeira coisa que fiz foi procurar uma clínica grátis e passar por exames. Não voltei para casa desde então. Não consigo nem olhar para ele. Estou brava para c...", desabafou.

Na rede social, a mulher em questão pediu ajuda a outros usuários. Depois de várias respostas, ela disse ter conversado com o marido, que justificou a gravação alegando um problema com drogas.

"Ele disse que tem um problema com metanfetamina e que isso 'deixa ele gay'. Isso tem acontecido por meses. Ele tem encontros aleatórios via Grindr. Não foi um evento isolado. Estou arrasada. Ele disse que vai para uma reabilitação. Eu disse para ele que estamos muito longe de onde estávamos e que eu queria o divórcio", relatou.

"Ele disse que faria o que fosse preciso desde que eu não contasse nada a ninguém — porque dane-se nosso casamento, dane-se a vida que temos. Quem se importa com isso? Tudo se baseia na imagem. Eu sou só um efeito colateral", acrescentou ela, afirmando ter enviado imagens do vídeo para o chefe e para a família dele.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas