Mulheres que fumam maconha gozam mais e melhor, revela estudo

em alta
06.08.2020, 10:56:32
Atualizado: 06.08.2020, 11:00:46
(Foto: Reprodução / Shutterstock)

Mulheres que fumam maconha gozam mais e melhor, revela estudo

Pesquisadores dizem que droga faz usuária se sentir mais relaxada, melhorando a experiência

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um novo estudo descobriu que mulheres que fumam maconha regularmente relatam ter orgamos maiores e melhores, além de um nível mais alto de excitação e satisfação sexual.

A pesquisa, que tem entre seus autores membros do departamento de urologia da faculdade de Stanford, nos EUA, entrevistou 452 mulheres que responderam um questionário distribuído em algumas lojas de maconha - nos Estados Unidos a erva é legalizada.

As mulheres preencheram um "Índice de Função Sexual Feminina", questionário desenvolvido para avaliar a sua atividade sexual nas quatro semanas anteriores. Ele possui seis categorias: desejo, excitação, lubrificação, orgasmo, satisfação e dor.

Quanto maior a pontuação no teste, melhor a satisfação sexual.

O resultado do questionário apontou que as mulheres que fazem o uso da droga tendem a possuir uma pontuação mais alta que as outras.

"Nossos resultados demonstram que o aumento da frequência do uso de cannabis está associado à melhoria da função sexual e ao aumento da satisfação, orgasmo e desejo sexual", escreveram os autores do estudo.

Eles também determinaram que o uso mais frequente de maconha estava associado a taxas mais baixas de disfunção sexual. Além disso, um subconjunto das maconhas femininas relatou sentir menos dor durante o sexo.

"Encontramos uma relação dose-resposta entre o aumento da frequência do uso de maconha e a redução das chances de disfunção sexual feminina. Para cada etapa adicional do uso de cannabis, as chances de relatar disfunção sexual feminina diminuíram 21%", disse outro pesquisador.

Os pesquisadores não sabem ao certo por que exatamente a erva está ligada a um sexo melhor, mas ressaltaram que a droga pode fazer com que as mulheres se sintam menos ansiosas e relaxadas - geralmente levando a uma melhor experiência entre os lençóis.

"Como muitos pacientes usam maconha para reduzir a ansiedade, é possível que uma redução na ansiedade associada a um encontro sexual possa melhorar as experiências e levar a uma satisfação, orgasmo e desejo aprimorados", completa o estudo que foi publicado na revista científica "Sexual Medicine". 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas