Na contramão da crise

artigo
21.08.2019, 05:07:00

Na contramão da crise


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Salvador é uma cidade de muitos contrastes sociais e econômicos que se apresentam como verdadeiros entraves para o seu progresso. Durante muito tempo, esses problemas foram deixados de lado e se fortaleceram por todo o território da primeira capital do Brasil. Mas, um olhar apurado, uma boa estratégia e muito trabalho tem ajudado a transformar a cidade, devolvendo o entusiasmo, a confiança e criando oportunidades para o desenvolvimento. Diante dos problemas apresentados no início da gestão, o primeiro passo foi arrumar a casa e só depois implementar ações que criassem um ambiente equilibrado e propulsor. 

Foi dentro desse contexto que surgiu o Salvador 360, o maior programa de ativação econômica e geração de renda da história da capital baiana e que fez a cidade seguir na contramão da crise do país. Lançado em 2017, as 360 ações do programa foram divididas em oito eixos e divulgadas de forma gradativa. Em dois anos, cerca de 60% do programa já foi concluído. O eixo Simplifica, que atua para desburocratizar os processos, já entregou 83% das ações; e o eixo Negócios, que visa atrair e potencializar os empreendimentos, concluiu 62%. 

Nesses dois anos, as ações já deixaram marcas relevantes na cidade. Os resultados podem ser vistos na evolução da geração de emprego. Atualmente, Salvador ocupa a 5ª posição na criação de novos postos de trabalho entre as capitais do país, além de liderar a geração de empregos formais no Nordeste nos primeiros três meses do ano. Esses números são animadores porque a criação de novos postos de trabalho promove a inclusão e, assim, será possível mitigar a grande diferença social e econômica de Salvador. 

Foi pensando nisso que o eixo Inclusão Econômica se estabeleceu para dinamizar e fortalecer a economia informal e promover a regularização fundiária, impactando e promovendo mudanças significativas diretamente na base da pirâmide. A prefeitura de Salvador já segue uma estratégia de investimento pesado nas áreas mais carentes da cidade: 76% do orçamento municipal são investidos nesses locais. 

Mas, a atuação do município não para por aí. Em parceria com o Banco do Nordeste e o Sebrae, foi criado o Negócio POP (Programa Popular Produtivo), que tem o objetivo de alcançar cerca de 150 mil microempreendedores. Além do fomento ao empreendedorismo, o eixo Inclusão Econômica visa resolver a questão da moradia irregular em Salvador, um problema histórico. 

Com cerca de  três milhões de habitantes, a capital baiana tem 1,8 milhão de cidadãos residindo em apenas 20% do território. Com a intenção de melhorar a qualidade de vida dessas pessoas e promover o ordenamento dessas áreas, o prefeito ACM Neto encaminhou à Câmara de Vereadores o projeto de lei que pretende criar um programa de Regularização Fundiária em Salvador. 

O programa alcança as 234 Zonas Especiais de Interesse Social que estão contempladas no Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano. São cerca de 150 mil moradias onde as pessoas residem, têm a posse, mas não a propriedade. Com a regularização, o cidadão será dono do imóvel, integrando, assim, a economia formal do município. Esse é o Salvador 360: um programa que olha para cada canto da cidade, atacando as mazelas, promovendo ações que contribuem para o desenvolvimento e que impactam de forma positiva economicamente e socialmente em toda capital baiana.

* Sérgio Guanabara é secretário municipal de Desenvolvimento e Urbanismo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas