Na estreia do Baianão, Vitória só empata com a Juazeirense: 1x1

e.c. vitória
16.01.2022, 18:04:00
Guilherme Queiroz marcou o gol do Vitória diante da Juazeirense, no Barradão (PIETRO CARPI / ECVITÓRIA)

Na estreia do Baianão, Vitória só empata com a Juazeirense: 1x1

Confrontou teve pênalti não marcado e a presença de 11 dos 14 contratados pelo rubro-negro

Nada de muita emoção ou placar folgado. De camisa nova, o Vitória estreou na temporada com empate. No Barradão, o rubro-negro ficou no 1x1 com a Juazeirense no primeiro jogo das equipes no Campeonato Baiano. O rival do interior saiu na frente com Patrik, mas Guilherme Queiroz deixou tudo igual ainda na etapa inicial.

A partida marcou a estreia de 11 dos 14 contratados pelo Leão para a temporadas. Além do novo camisa 9 ter iniciado a artilharia, Jadson ficou com a braçadeira de capitão e em campo até o final do jogo. Sete jogadores do elenco não estavam à disposição do técnico Dado Cavalcanti, pois foram isolados após testarem positivo para covid-19. 

O duelo entre Vitória e Juazeirense teve um primeiro tempo movimentado, com investidas ao ataque e um pênalti não marcado a favor dos donos da casa. A etapa final deixou a desejar. As equipes caíram de produção e os goleiros praticamente não trabalharam. 

Vitória e Juazeirense só voltam a campo no próximo domingo (23), às 16h. O rubro-negro visita o Barcelona de Ilhéus, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana, enquanto o Cancão de Fogo recebe a Jacuipense, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. 

O jogo

O Vitória enfrentou dificuldades para deixar o campo de defesa nos minutos iniciais de bola rolando, mas logo se encontrou em campo e registrou lances de ataque. O primeiro chute perigoso do jogo saiu dos pés de um prata da casa. Eduardo mandou de fora da área e Rodrigo Calaça deu rebote. Guilherme Queiroz aproveitou, mas o goleiro da Juazeirense  roubou a cena ao se recuperar e fazer a segunda defesa.  

Na sequência, o Vitória fez nova investida. Eduardo sofreu falta e cobrou rápido. Ele encontra Guilherme Queiroz e o centroavante consegue encobrir o goleiro Rodrigo Calaça, mas um zagueiro aparece pra evitar, de peito, o que seria o gol dos donos da casa. 

O Vitória estava melhor em campo, até que a defesa vacilou. Aos 20 minutos, deixaram Patrik soltou próximo a área e ele aproveitou uma sobra de bola após cobrança de escanteio. Chutou forte, estufou a rede e comemorou o primeiro gol marcado dentro do Barradão na temporada 2022: 1x0 Juazeirense.   

Aos 26 minutos, o Vitória buscou o empate com Luidy e o atacante foi derrubado dentro da área. Sem o auxílio do VAR já que o recurso só é disponibilizado nas finais do estadual, o árbitro Wagner Francisco Silva Souza marcou falta na entrada da área. Ele até consultou o auxiliar, mas manteve a decisão. Na cobrança, Jadson fez a redonda passar perto do ângulo, mas mandou pra fora.  

O gol rubro-negro estava reservado para o novo camisa 9 do time. Aos 34 minutos, Guilherme Queiroz se mostrou oportunista. Ele aproveitou falha da defesa rival, ficou com a bola, bateu forte de fora da área e encontrou o canto da rede. Tudo igual no Barradão: 1x1.

O empate foi garantido por Lucas Arcanjo nos acréscimos do primeiro tempo. Aos 47, ele defendeu bem o chute de Guilherme e evitou que a equipe do interior voltasse a ficar na frente do marcador antes do intervalo.  

No segundo tempo, as equipes caíram de rendimento, o jogo desacelerou e as investidas ao ataque foram pouco inspiradoras. Numa etapa marcada por erros de passes e faltas, os goleiros praticamente não trabalharam. Aos 36, Rodrigo Calaça defendeu a falta cobrada por Eduardo. Aos 49, após tabelinha com Iury, Jadson chutou para o gol, mas viu a defesa adversária conseguir mandar a bola pela linha de fundo. 

FICHA TÉCNICA

Vitória 1x1 Juazeirense - 1ª rodada do Campeonato Baiano

Vitória: Lucas Arcanjo, Alemão (Iury), Alisson Cassiano, Marco Antônio e Salomão (Vicente); João Pedro, Gabriel Santiago (Pablo) e Jadson; Luidy (Erik), Guilherme Queiroz (Roberto) e Eduardo. Técnico: Dado Cavalcanti.

Juazeirense: Rodrigo Calaça, Rodrigo Ramos, Ramon Baiano, Matheus Reis e Thalison; Sousa Tibiri, Guilherme (Matheus Reis) e Patrik; Elias (Kaio), Deysinho e Willian Anicete. Técnico: Francisco Diá

Estádio: Barradão
Gols: Patrik, aos 20 minutos, e Guilherme Queiroz, aos 34, do 1º tempo.
Cartão amarelo: Alisson Cassiano, Patrik e Kaio.
Público: 1.538 pagantes
Renda: R$ 11.198,50
Arbitragem: Wagner Francisco Silva Souza, auxiliado por Carlerranzy Silva de Carvalho e Daniel Praxedes dos Santos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas