Namorada baiana de Maria Casadevall, Larissa Mares cura pessoas através da música

em alta
23.03.2021, 10:36:06
Atualizado: 23.03.2021, 20:18:09
As duas fizeram uma live juntas no ano passado (Foto: Reprodução)

Namorada baiana de Maria Casadevall, Larissa Mares cura pessoas através da música

Casal se conheceu durante mochilão da atriz pela Bahia

Maria Casadevall e a percussionista baiana Larissa Mares estão namorando há mais de um ano. As duas se conheceram durante um mochilão da atriz pela Bahia.

A conexão do casal é marcada por uma jornada de autoconhecimento - grande ambição da atriz há algum tempo, segundo reportagem do jornal Extra. Após começarem a namorar, Larissa se mudou para São Paulo, onde dá aulas e workshops de Djembê, um tambor originário da Nova Guiné, na África, que é tocado diretamente com a palma das mãos.

Porém, o trabalho vai além de apenas tocar o instrumento. A baiana também é conhecida como rezadora em rituais do sagrado feminino e festivais pelo país. Ela e Maria chegaram a fazer duas lives juntas durante a primeira fase de isolamento, no ano passado.

Numa das apresentações, Larissa só tocou ao fundo, enquanto em outro apareceu num debate com outras mulheres sobre violência doméstica e feminicídio.

No último domingo, Maria assumiu o namoro com a baiana, sem revalar sua identidade, numa entrevista à revista “Ela”.

“Eu me relaciono há um ano e meio com uma mulher muito maravilhosa. Ela é baiana e percussionista. Já tinha vivido algumas experiências com mulheres, mas não relacionamentos longos. Percebi que a heterossexualidade para mim era compulsória, eu a via inconscientemente como uma regra. E, quando entendi e dei ouvido para o meu corpo, e através do encorajamento de ver outras mulheres, eu me senti à vontade pra viver o que queria”, contou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas