No Vitória, Van terá primeira chance em clube grande aos 28 anos

e.c. vitória
07.06.2019, 16:41:33
Atualizado: 07.06.2019, 17:44:37
Van surgiu no Intermunicipal e agora defende o Vitória (EC Vitória / Divulgação)

No Vitória, Van terá primeira chance em clube grande aos 28 anos

Lateral será titular diante do Sport, na Ilha do Retiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O jogo de sábado (8), às 20h30, na Ilha do Retiro, será o primeiro de Edvan Sena Santos Ribeiro por um grande clube na carreira - isso já aos 28 anos de idade. Van, como é chamado, será titular do Vitória diante do Sport, em jogo válido pela sétima rodada da Série B.

Há cinco anos Van foi campeão do Intermunicipal, torneio 100% amador, pela seleção de Cachoeira. No ano seguinte começou a jogar profissionalmente pelo Colo Colo. De lá passou por Flamengo de Guanambi, Atlético de Alagoinhas e por fim Bahia de Feira.

Com a camisa do Tremendão neste ano, Van foi eleito o melhor lateral direito do Campeonato Baiano, feito que o credenciou a ser contratado pelo Vitória, o primeiro grande clube do já experiente jogador.

"Não é qualquer atleta que, aos 28 anos, chega para jogar no Vitória. É uma idade mais madura, então minha oportunidade é essa. Primeiramente quero ajudar o Vitória e em seguida ir para equipes maiores. O Vitória em primeiro lugar, colocá-lo onde nunca deveria ter saído", comentou Van, que tem contrato até novembro.

Será uma situação curiosa. Ao mesmo tempo que faz sua primeira partida num time grande, Van será o mais o experiente, pelo menos em idade, no quarteto de defesa rubro-negro. Everton Sena tem 27 anos, Zé Ivaldo, 22, e Capa, 26.

"Espero passar um pouco dessa experiência para os meus colegas. Futebol não tem bicho de sete cabeças, quem nasceu para o dom pode ter certeza que dentro de campo tem muito o que mostrar", completou Van.

O lateral disse ser torcedor do Leão: "Acho que qualquer jogador tem ansiedade de estrear. Além de ser baiano e torcedor do Vitória, é um prazo imenso estar aqui. A ansiedade bate, mas quando a bola rola, tem que tudo dar certo".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas