Nova lei trabalhista fez pouco efeito no mercado de trabalho na Bahia

cartão de ponto
05.03.2018, 07:00:00
Atualizado: 05.03.2018, 08:26:34

Nova lei trabalhista fez pouco efeito no mercado de trabalho na Bahia

por Lucy Barreto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Depois de quase quatro meses em vigor, a nova lei trabalhista parece fazer pouco efeito no mercado de trabalho, por exemplo, quanto ao número de vagas geradas. No mês de janeiro, dados mais recentes, foram abertas 144 vagas de trabalho intermitente em toda a Bahia - modalidade em que se ganha por hora e não há garantia de jornada ou remuneração mínima por mês. 

Baixa escolaridade

Além de poucas empresas aderirem à nova forma de contratação, os dados oficiais do Ministério do Trabalho revelam ainda outro aspecto: 84% dos contratados nessa modalidade têm apenas o ensino médio, o que indica a baixa escolaridade no perfil dos contratados. As principais funções que geraram vagas no período foram assistente de vendas, servente de obras e embalador à mão. Além da falta de garantia de remuneração mínima mensal, o valor pago pela hora trabalhada é pouco atraente - varia de R$ 5 a R$ 10.


CONCURSO COM VAGAS NA BAHIA

Marinha  São 25 vagas em Salvador para formação de soldados fuzileiros navais. Inscrições até 30 de março pelo site www.marinha.mil.br. O candidato deve ter nível médio, de 18 a 21 anos, altura entre 1,54 m e 2 m e sem antecedentes criminais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas