Nova procuradora-geral da Bahia toma posse: 'vamos trabalhar para o povo'

bahia
06.03.2020, 20:50:28
Atualizado: 07.03.2020, 16:11:37
(Foto: Gabriel Moura / CORREIO)

Nova procuradora-geral da Bahia toma posse: 'vamos trabalhar para o povo'

Norma Angélica é a segunda mulher a chefiar o Ministério Público no estado

A nova procuradora-geral da Justiça da Bahia, Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti, tomou posse na tarde desta sexta-feira (6) para um mandato de dois anos. A cerimônia aconteceu na sede do Ministério Público (MP-BA), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador, e reuniu lideranças políticas e jurídicas.

A promotora é a segunda mulher a comandar o MP-BA - a pioneira foi Ediene Lousado, que ocupou o posto nos últimos quatro anos. Antes de tomar posse, Norma disse que o principal foco de seu mandato será trabalhar para as pessoas.

"Nós temos uma dívida e missão com o povo, por isso iremos trabalhar por ele. Atender as demandas da população, combater o crime organizado e a violência contra as mulheres, ser contra qualquer tipo de preconceito. Nós somos uma população heterogênea e devemos trabalhar unidos", defendeu.

Norma (à direita) ao lado de sua antecessora, Ediene (à esquerda) (Foto: Humberto Filho / MP-BA)

Ela também lamentou um orçamento reduzido que pode impedir a contratação de novos servidores e promotores. O último concurso do MP-BA foi realizado em 2009 e, até hoje, tem pessoas que não foram chamadas.

"Eu irei argumentar com o governador que precisamos de mais recursos e promotores, principalmente nas regiões afastadas. Mas, infelizmente, hoje a questão é orçamento, que é curto. Ele talvez nem chegue até o fim do ano. Nós precisamos de mais servidores, mas isso gera um custo que não podemos arcar neste momento", lamentou.

Algumas das lideranças políticas que estiveram na posse foram o prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) - acompanhado de seu vice e pré-candidato para as eleições de 2020 Bruno Reis -, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal (PP), e o governador Rui Costa (PT), que justificou a escolha por Norma.

"Eu tive esse feeling, essa sensação de que o estado está precisando de um cuidado mais maternal no Ministério Público. Alguém com sensibilidade para olhar os problemas que as pessoas enfrentam, além da atenção com as mulheres e crianças", avaliou.

A nova Procuradora-Geral
Aos 62 anos, Norma Angélica foi escolhida pelo governador Rui Costa em fevereiro. Ela fazia parte da lista tríplice eleita no último dia 7 de fevereiro, ao lado dos também promotores Pedro Maia e Alexandre Cruz. 

A nova procuradora-geral ingressou o ingressou no MP-BA em 1992. Natural de Inhambupe, ela foi promotora nas cidades de Ibitiara, Araci, Cícero Dantas e Alagoinhas, até ser promovida para Salvador em 1999. 

Coordenou o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais (Caocrim). Foi presidente da Associação do Ministério Público da Bahia (Ampeb) e da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas