Novo sistema usado na obra do metrô chama atenção de motoristas na BR-324

bahia
21.01.2022, 17:22:00

Novo sistema usado na obra do metrô chama atenção de motoristas na BR-324

Construção usa “balanços sucessivos” para avançar com as obras, mas sem causar transtornos ao tráfego

Uma obra de expansão do metrô de Salvador tem chamado a atenção dos motoristas que passam pela BR-324, uma das rodovias mais movimentadas da região metropolitana da capital. A construção de dois grandes viadutos que passam por cima da pista usa um sistema inovador chamado “balanços sucessivos”, que busca avançar com as obras, mas sem causar transtornos ao tráfego. 

(Foto: Divulgação)

O método escolhido para a construção do Metrô Tramo III é uma concretagem in loco feita para construir pontes e viadutos. O sistema é utilizado quando existem obstáculos que inviabilizam de alguma maneira a execução de escoramentos apoiados. Na BR-324, os viadutos do transporte passarão sobre a rodovia, sendo necessário ainda transpor vias de tráfego intenso. O projeto do Governo do Estado é executado pelo Consórcio Metrô Tramo III, formado pelas empresas Camargo Corrêa Infra, EPC e TSEA.

A passagem elevada passa por cima das duas pistas da BR-324 e é composta por quatro bases de apoio que dão sustentação à estrutura. São dois vãos, sendo o primeiro com 130 metros de extensão e outro com 90 metros. Guedes detalha que, por ser uma estrutura de grandes dimensões e complexa em sua execução, o trânsito da rodovia teria de ser interrompido total ou parcialmente para a montagem das estruturas. “Mas, com o método utilizado e os sistemas robustos de proteção para evitar quedas de materiais, os riscos são eliminados, possibilitando o avanço adequado das obras”, afirma o gerente da Camargo Corrêa Infra, Juan Guedes, responsável pela obra. 

Além disso, foram construídas usinas para a fabricação de treliças e placas de concreto que são utilizadas na obra e um guindaste de 54 metros, que também chama muito a atenção de quem passa pela BR-324. Guedes explica ainda que a passagem de veículos é intensa na rodovia, principalmente durante o verão, por isso que a segurança dos colaboradores e usuários da rodovia precisa ser a primeira preocupação. “Conseguimos avançar sem impactar negativamente o entorno da obra, principalmente a rodovia”, finaliza o responsável pelas obras", diz.

(Foto: divulgação)

Vale ressaltar que as obras possuem um criterioso plano de resgate em caso de acidentes e o local é totalmente sinalizado e indica os limites de velocidade e altura. À noite, a iluminação é farta, evitando situações de risco.

“A obra oferece a estrutura de segurança necessária para que o tráfego seja mantido sem problemas. Com os motoristas atentos aos limites, principalmente de velocidade, temos a garantia de que todos chegarão bem ao seu destino”, destaca a engenheira de segurança do trabalho do Consórcio, Ivania Nascimento. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas