Número de mortes por covid-19 em Feira de Santana cresce 25% em maio

bahia
02.06.2021, 08:00:00
(Foto: Divulgação)

Número de mortes por covid-19 em Feira de Santana cresce 25% em maio

Já o número de casos teve um crescimento de 29,5% no mesmo período

O município de Feira de Santana registrou, em maio, número recorde de mortes por Covid-19 e aumento de casos da doença. Foram 4.147 confirmações em abril, enquanto o mês seguinte atingiu a marca de 5.371 pessoas contaminadas pela doença, representando curva crescente de 29,5%. Comparando os últimos dois meses, em abril foram comunicados à Vigilância Epidemiológica 80 mortes pela doença e outros 100 óbitos em maio - o mais alto índice desde o início da pandemia - indicando aumento de 25%.

Entretanto, Feira de Santana ainda apresenta a menor taxa de morte por coronavírus a cada 100 mil habitantes - entre 28 capitais e municípios do país - com base em dados do Ministério da Saúde. A taxa de letalidade na cidade é de 1,82%, índice considerado baixo em comparação a Salvador (3,01%), Bahia (2,10%) e o Brasil (2,79%).

Entre os casos ativos - pessoas que ainda estão com o vírus - os dados apontam 5.496 em isolamento atualmente, sendo o maior quantitativo registrado desde então. O número de pacientes hospitalizados também é preocupante: 149 pessoas estão internadas no município, incluindo hospitais públicos e particulares. O gráfico também aponta queda do número de recuperados, registrando uma diferença de 250 pessoas entre abril e maio.

Toque de recolher
A restrição de locomoção noturna em Feira de Santana, toque de recolher, continua das 21h às 5h. Assim como a venda de bebidas alcoólicas se mantém proibida, inclusive por delivery, neste mesmo horário. A renovação das medidas constam em publicação de edição extra do Diário Oficial Eletrônico da última segunda-feira (31). 

Apesar do toque de recolher, farmácias e serviços veterinários estão autorizados a realizarem serviços de entrega em domicílio em qualquer horário. Já o delivery de alimentos só pode funcionar até meia-noite. 

Ainda conforme o decreto, bares e restaurantes podem funcionar com atendimento presencial até as 20h30 - apresentações em voz e violão, limitada a uma pessoa, também está mantida neste mesmo horário. 

Já na quinta-feira (3), feriado de Corpus Christi, o comércio será fechado, porém, como explica o procurador do Município, Moura Pinho, "as categorias podem apresentar acordo coletivo para possível autorização de abertura".

No sábado (5), o horário para funcionamento do comércio deve ser das 8h às 14h, incluindo o Feiraguay (números pares e ímpares). O Shopping Cidade das Compras pode abrir das 8h às 16h, Centro de Abastecimento das 4h às 16h, Mercado de Arte Popular e Galpão de Arte das 9h às 16h. 

Enquanto no domingo (6) estes estabelecimentos não podem abrir, sendo permitido somente serviços essenciais, casas lotéricas até as 12h e shoppings centers das 10h às 20h30.

Em respeito à liberdade de culto, as celebrações e eventos religiosos podem acontecer até as 20h30, desde que garantidos o distanciamento e demais restrições estabelecidas nos protocolos de medidas sanitárias em vigor. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas