Número de mortos em desabamento em Fortaleza sobe para seis

brasil
18.10.2019, 06:44:10
Atualizado: 18.10.2019, 06:47:05
(AFP)

Número de mortos em desabamento em Fortaleza sobe para seis

Quatro pessoas permanecem desaparecidas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) retiraram, na noite desta quinta-feira (17) mais dois corpos dos escombros do Edifício Andrea, prédio que desabou em Fortaleza na última terça.

Por volta das 19 horas, o corpo de Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos, foi resgatado. Ela é a segunda pessoa cujo óbito foi confirmado pelos Bombeiros, mas que permanecia sob os destroços do prédio.

Já às 21h10min, o corpo de Rosane Marques de Menezes, de 56 anos, foi retirado do local. Ela é a sexta vítima fatal do desabamento. Outras quatro pessoas foram reportadas por parentes como presentes no edifício no momento do desmoronamento e seguem como desaparecidas. Sete pessoas foram resgatas com vida pelos Bombeiros.

Até o momento, seis vítimas fatais retiradas pelo Corpo de Bombeiros foram identificadas pela Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). São eles: Rosane Marques de Menezes (56), Maria da Penha Bezerril Cavalcante (81), Nayara Pinho Silveira (31), Antônio Gildasio Holanda Silveira (60), Izaura Marques de Menezes (81) e Frederick Santana dos Santos (30).

Os trabalhos de busca das vítimas do desabamento do Edifício Andrea continuam durante toda a noite de hoje e a madrugada desta sexta-feira, 18. Servidores do Sistema de Segurança cearense atuam de forma ininterrupta nas buscas por sobreviventes.

As informações são do Jornal O Povo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas