Número de queimados por fogos de artifício e explosão de bombas cai 54% na Bahia

bahia
24.06.2020, 18:30:00
(Reprodução)

Número de queimados por fogos de artifício e explosão de bombas cai 54% na Bahia

Unidades estaduais de referência em queimados registraram 28 atendimentos, contra 61 no ano anterior

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cancelamento das festas de São João no estado gerou efeitos positivos pelo menos na redução do número de acidentados com fogos de artifício e explosão de bombas. Do ano passado para esse, houve queda de 54% no número de ocorrências de pessoas queimadas no período de 20 a 24 de junho.

As duas unidades estaduais de referência no tratamento de vítimas destes acidentes registraram 28 atendimentos, contra 61 no ano anterior.

O Hospital Geral do Estado teve o maior número de ocorrências relacionadas aos festejos juninos, com um total de 23 atendimentos, sendo 12 vítimas de queimaduras por fogos e 11 por explosão de bomba. Já o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, também referência no atendimento a queimados, deram entrada cinco pessoas vítimas de queimaduras e fogos de artifício.

O secretário da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Fábio Vilas-Boas, atribuiu a redução do número ao fato de os municípios terem não só cancelado os festejos, mas também proibido a venda de fogos de artifício e fogueiras devido à produção de fumaça, prejudicial para quem tem quadro de covid-19. A isto o secretário ainda somou as restrições impostas pelo governo estadual para evitar aglomerações.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas