O Vitória evolui da defesa para o ataque

rafael santana
11.09.2019, 05:00:00
Atualizado: 11.09.2019, 08:43:46

O Vitória evolui da defesa para o ataque


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Não é difícil entender por que Carlos Amadeu começou a ajustar o time do Vitória pelo sistema defensivo, que levou apenas um gol sob o seu comando, marcado pelo Coritiba, quarto colocado da Série B do Campeonato Brasileiro e um dos fortes candidatos ao acesso.  Para um treinador que assume uma equipe cheia de problemas, é sempre mais fácil organizar a cozinha, geralmente a fonte dos problemas. 

O motivo é simples: é mais fácil para os atletas assimilarem os conceitos de recomposição, balanço defensivo e sistema de coberturas, pois eles são, digamos assim, mecanizados. O brasileiro está mais familiarizado com a ideia de voltar para marcar, posicionar-se  atrás da linha da bola, movimentar-se de acordo com o lado em que a jogada se desenrola e ocupar o espaço vazio deixado pelo companheiro que saiu para combater o atacante rival. Para dar um passo adiante e fazer com que o elenco entenda e execute as ideias  ofensivas, aquelas que proporcionam à equipe chegar com qualidade na cara do gol, o treinador precisa de mais tempo. Em outras palavras, de forma bem resumida, é mais fácil ocupar espaços do que criá-los. 

Ainda  que mais simples, já havia se tornado difícil imaginar um cenário em que a equipe evoluísse defensivamente, a ponto de ter passado seis das últimas sete partidas sem ser vazada, seja com o uruguaio Martín Rodríguez no gol, seja com o questionado Ronaldo. Só para se ter ideia do caos defensivo de um passado recente, o Vitória ainda tem a segunda pior defesa da Série B, mesmo com a excelente média dos jogos recentes. São 27 gols sofridos em 21 rodadas, média de mais de um por partida. 

Amadeu fez o que nenhum  dos outros três técnicos que passaram pela Toca conseguiu, e isso é salutar. A evolução devolve um fio de esperança ao torcedor rubro-negro, que segue preocupado com a proximidade de apenas dois pontos da zona do rebaixamento, é bem verdade, mas ganhou fôlego extra para continuar sonhando com uma disparada quase milagrosa rumo ao G4, hoje distante dez pontos.

Esse intervalo de 11 dias entre um jogo e outro é de fundamental importância para os planos do rubro-negro. Depois de enfrentar uma maratona desgastante, Carlos Amadeu ganha respiro para descansar seu grupo de jogadores e também para colocar em práticas suas ideias de jogo, afinal ele mal teve tempo para treinar nas últimas semanas, atropelado por uma rotina de jogo atrás de jogo. 

Agora é o momento de martelar os conceitos ofensivos, a fim de melhorar a construção de jogo do Vitória, que é um ponto que ainda tem deixado  a desejar. Se levou um gol nas sete partidas sob comando do treinador, a equipe balançou as redes apenas cinco vezes nesse mesmo período. Mais doloroso ainda é ter empatado em 0x0 as últimas três partidas dentro de casa.

As dificuldades que se colocam no caminho, entretanto, são absolutamente naturais. É sempre bom lembrar que Amadeu tem pouco mais de um mês à frente da equipe, período curto para ser cobrado por um futebol vistoso. O que se cobra dele é um futebol competitivo, e isso não tem faltado. A próxima parada do Vitória está marcada para sábado, contra o Guarani, agora em nova casa, a Arena Fonte Nova.

Rafael Santana é repórter do globoesporte.com e resenha sobre futebol toda quarta

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/youtuber-compra-mansao-de-r-65-milhoes-apenas-para-gravar-videos/
Camila Loures disse que seguirá morando em sua antiga residência
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/daniela-faz-live-nesta-sexta-feira-29-com-transmissao-no-multishow/
Apresentação da cantora será em casa e terá clássicos como O Canto da Cidade, além de canções novas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/na-frente-do-stf-bolsonarista-sara-winter-xinga-moraes-e-ameaca-persegui-lo-assista/
Alvo de operação da PF contra rede de fake news, ativista convocou manifestantes para acampar na frente da casa de ministro do Supremo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duster-2021-veja-tudo-que-mudou-no-suv-da-renault/
Jornalista automotivo testou o modelo e apresenta suas impressões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-parte-1-dia-de-tradicao-antecipada-teve-licor-e-forro-em-familia-em-salvador/
Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-x-leo-dias-entenda-o-conflito-entre-a-cantora-e-o-jornalista/
Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-dicas-para-se-dar-bem-nas-selecoes-de-emprego-pela-internet/
Especialistas selecionam uma série de orientações importantes para fazer bonito nas entrevistas
Ler Mais