Odebrecht terá maioria de conselheiros independentes

economia
04.06.2018, 20:36:00

Odebrecht terá maioria de conselheiros independentes

Uma das missões dos novos conselheiros é estimular as empresas do Grupo a atrair sócios via abertura de capital

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Por orientação do Diretor Presidente da Kieppe Patrimonial, empresa controladora da Odebrecht, através de seu Mandatário, Emilio Odebrecht, a Odebrecht S.A., em uma das mudanças mais abrangentes e profundas do seu processo de transformação, anunciou que fará renovação praticamente total no seu Conselho de Administração, com a inclusão de maioria de conselheiros independentes contratados no mercado, dando mais diversidade na composição do conselho, incluindo uma mulher pela primeira vez na história de mais de 70 anos da companhia.

A ampla reformulação do CA ocorre ao mesmo tempo em que Emílio Odebrecht, como divulgado em dezembro de 2017, se afasta da presidência do Conselho da holding, após 20 anos. O formato do novo Conselho confirma o modelo de governança que a Odebrecht vem implantando desde 2016, com a separação clara entre o papel dos acionistas e a estrutura de administração da Odebrecht.

O CA da holding, da mesma forma que os das empresas do Grupo, atuará como um colegiado deliberativo, tomando decisões por maioria de votos. Caberá ao presidente do CA coordená-lo. 

O novo presidente do conselho, indicado pelo acionista controlador, será Ruy Sampaio, formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), com mestrado na Universidade de Michigan e especializado em finanças e contabilidade. Ruy era diretor há nove anos da Kieppe, empresa controladora da Odbinv, que por sua vez detém 100% do capital da Odebrecht S.A.

Além de Ruy e do atual conselheiro Sergio Foguel, que continuará no Conselho, serão indicados à Assembleia Geral de Acionistas para compor o novo CA da Odebrecht quatro conselheiros independentes vindos do mercado, entre eles uma mulher: Ieda Gomes Yell, Jorge Marques Toledo Camargo, Cledorvino Belini e Roberto Faldini. O CA da holding, portanto, terá seis membros, sendo a maioria de quatro conselheiros independentes. A Assembleia Geral de Acionistas para eleição da nova composição o conselho ocorrerá dentro do mês de junho.

Uma das principais missões do novo Conselho de Administração da Odebrecht S. A. será estimular as empresas líderes de negócio do Grupo a ter sócios, preferencialmente via abertura de capital em Bolsa de Valores. Adicionalmente, focará na continuidade da revisão das políticas da companhia, na manutenção da unidade cultural, no processo de sucessão, na indicação de maior presença de conselheiros independentes para todas as suas empresas controladas, e na disciplina da governança e do sistema de conformidade.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas