Pai e filho morrem de infarto com uma hora de diferença no interior de São Paulo

em alta
25.10.2021, 20:15:16
(Foto: Reprodução)

Pai e filho morrem de infarto com uma hora de diferença no interior de São Paulo

O aposentado João Silva Dias passou mal ao saber que o filho, Carlos Eduardo Dias, havia morrido em São Roque

Pai e filho morreram, no último sábado (23), com cerca de uma hora de diferença. A tragédia familiar ocorreu em São Roque, cidade localizada a 65 quilômetros de São Paulo. O aposentado João Silva Dias, 68 anos, morreu em decorrência de um infarto após receber a notícia de que o primogênito, o mecânico Carlos Eduardo Dias, 44, havia morrido pela mesma causa enquanto estava em um evento da igreja.

De acordo com informações do Uol, Carlos atuava como evangelista na igreja Novo Israel, no bairro Guaçu. Na noite do último sábado, ele estava no local participando de um culto para casais, quando se sentiu mal logo após falar no púlpito da igreja. O mecânico se dirigiu até a cozinha do templo e acabou desmaiando.

Ele foi socorrido por pessoas que estavam no local e levado para a Santa Casa da cidade. Massagens e diversas manobras de reanimação foram feitas pelos médicos, mas Carlos não resistiu. De acordo com relatos de familiares ao Uol, a causa da morte foi em decorrência de uma parada cardíaca. A esposa, Elisabeth Alves Dias, informou que ele havia se emocionado bastante no evento que participava na igreja.

Quando João, pai de Carlos, foi informado sobre a morte do primogênito, ele se dirigiu até o hospital onde o filho havia sido levado. O aposentado foi orientado por familiares a retornar para casa por conta do estado em que se encontrava. No caminho de volta, no entanto, ele passou mal, sendo levado à Santa Casa também. Após receber atendimento médico, o idoso também não resistiu.

A filha de Carlos, Jennyfer Eduarda Correia Dias, explicou que ao abraçar o avô no hospital enquanto ele tentava visitar o filho sentiu seu coração muito acelerado. O aposentado quis retornar para casa para dar a notícia à esposa, mas não conseguiu chegar ao destino desejado.

O mecânico deixa quatro filhos e um neto. Ele e o pai moravam em Mairinque, cidade a 6 quilômetros de São Roque. O velório e o enterro dos dois foram realizados nesse domingo (24).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas