Pais são presos ao tentarem vender recém-nascida por R$ 9 mil em Salvador

salvador
15.07.2021, 15:41:00
Atualizado: 15.07.2021, 15:45:34
(Shutterstock)

Pais são presos ao tentarem vender recém-nascida por R$ 9 mil em Salvador

Homem que pretendia comprar o bebê de apenas dois dias de vida também responderá na Justiça

Um casal que vendeu a filha recém-nascida por R$ 9 mil foi preso nesta quinta-feira (15), em Salvador. A polícia descobriu a negociação ilegal a tempo e salvou a criança de ser entregue a sua nova família.

A investigação foi feita pela Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca). A mãe da menina, um bebê de apenas dois dias de vida, que nasceu em uma maternidade no bairro de Cajazeiras, estava negociando a venda dela com um casal de São Paulo.

Segundo a delegada Simone Moutinho, os dois interessados em se tornar pais adotivos da menina vieram para Salvador e um deles já havia registrado a criança, como se fosse o pai. “Ele entrou na maternidade junto com a genitora e já tinha feito a certidão de nascimento no cartório, com o sobrenome dele”, detalhou.

O homem que pretendia comprar o bebê responderá criminalmente por registrar como seu o filho o de outra pessoa, enquanto os pais biológicos foram atuados por prometer ou efetivar a entrega de filho a terceiros mediante pagamento.

A delegada ressaltou ainda que, caso os pais não desejem criar um bebê, devem colocá-lo para a adoção, que é permitido legalmente. “Para garantir a proteção da criança, é importante que tanto quem deseje adotar, quanto aquelas pessoas que querem colocar os filhos para adoção, procurem a Vara da Infância e Juventude”, explicou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas