Para antecipar apoio do PP a Rui, vaga de senador será oferecida a Leão

satélite
22.02.2018, 12:25:00

Para antecipar apoio do PP a Rui, vaga de senador será oferecida a Leão

Jairo Costa Júnior, com Luan Santos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A articulação política do Palácio de Ondina está praticamente decidida a oferecer ao vice-governador João Leão (PP) uma das vagas de senador na chapa majoritária liderada pelo PT. Dispostos a impedir uma eventual aliança  dos pepistas com a oposição, integrantes do núcleo-duro do governo Rui Costa trabalham para formalizar o acordo com a cúpula do PP até a primeira semana de março, aproveitando a indecisão do prefeito ACM Neto (DEM) sobre sua presença no páreo eleitoral. Em movimento simultâneo, entregariam o lugar de vice para o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel (PSD). A estratégia foi delineada a partir de pesquisas para consumo interno, em que Coronel sequer pontua entre os concorrentes ao Senado. 

Caroço no angu
O cálculo, entretanto, esbarra na musculatura da senadora Lídice da Mata (PSB). Hoje, segundo as sondagens, ela divide com o ex-ministro Jaques Wagner (PT) a preferência do eleitorado no rol de nomes ligados ao PT.

Sem sentido
Pelo menos quatro absurdas leis municipais estão na lista de prioridades da chamada “Comissão do  Revogaço”, idealizada pelo vereador Alexandre Aleluia (DEM) e instalada anteontem pela Câmara de Salvador. Uma delas é a Lei 1.010, de 6 de abril de 1960, que torna obrigatória a instalação de fornos para incinerar lixo em prédio com mais de quatro andares, doze apartamentos ou 20 salas. O rol contempla ainda a que proíbe palavras escritas de forma errada em fachadas da capital, que veta o uso de celulares no interior de templos religiosos ou que determina a colocação de obras de arte em edifícios construídos na cidade.

Copia e não cola
O plágio de um discurso do prefeito ACM Neto  causou rebuliço em Caicó, no Sertão do Rio Grande do Norte. Em mensagem aos vereadores no último dia 19, o prefeito da cidade, Robson Araújo (PSDB), o Batata, copiou o primeiro pronunciamento de Neto aos parlamentares de Salvador em 2015. Apesar de mudar pequenos trechos para despistar a autoria, derrapou quando chamou os cidadãos de “amigas e amigos soteropolitanos”. De lá para cá, a piada da vez é que, em Caicó, se come batata frita em azeite de dendê.

Gosto de pólvora
Pesquisa divulgada ontem pelo Instituto Paraná mostra que 70% dos nordestinos aprovam a intervenção federal dos militares na Segurança Pública do Rio de Janeiro. Embora a região apresente o menor índice entre as demais, o resultado revela o tamanho do apoio à ação. Isso porque 67% dos eleitores do Nordeste querem o mesmo em suas cidades.

Pulo no páreo
O PTC vai lançar hoje a pré-candidatura do vice-presidente estadual do partido, Ricardo Grey, ao governo da Bahia. O anúncio será feito durante o encontro entre dirigentes e lideranças do PTC no auditório da Câmara de Vereadores de Salvador, com presença do senador alagoano Fernando Collor, que deve concorrer à Presidência da República pela legenda.

"Agrotóxico é veneno sim. É uma censura condenável ao pesquisadores da Fiocruz", Marcelino Galo, deputado estadual do PT, ao criticar a cruzada judicial dos ruralistas para impedir o uso da palavra veneno por técnicos do órgão

Pílula
Além da conta -
O Fundo de Cultura da Bahia gastou nada menos que R$ 996,7 mil com jettons, diárias e passagens no último quadrimestre de 2017, aponta balanço publicado recentemente no Diário Oficial do Estado. A soma é ligeiramente menor que o repasse para apoio  a instituição cultural no período - R$ 1,07 milhão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas