Para ganhar moral, Vitória terá pela frente o líder Bragantino

e.c. vitória
27.09.2019, 13:06:00
Atualizado: 27.09.2019, 15:31:31
O meia Felipe Gedoz e o zagueiro Ramon são algumas das apostas do Vitória contra o Bragantino (Letícia Martins / ECVitória)

Para ganhar moral, Vitória terá pela frente o líder Bragantino

Rubro-negro precisa vencer para se garantir fora da zona de rebaixamento

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nada melhor do que vencer o líder da Série B para ganhar moral no Campeonato Brasileiro e elevar o nível de confiança na Toca do Leão. Líder isolado e dono de 48 pontos, o Bragantino é o time a ser batido no momento e esse é o desafio do Vitória no domingo (29), às 16h, no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. 

A fase do rubro-negro baiano é complicada. O Leão não ganha há três rodadas e está com a corda no pescoço. Vencer o Bragantino é a única forma de garantir que continuará fora da zona de rebaixamento ao final da 25ª rodada. Com os mesmos 24 pontos do Vila Nova, primeiro time do Z4, o Vitória está na 16ª colocação e, caso perca para o líder, pode ser ultrapassado por todos os quatro últimos colocados da tabela.

A equipe goiana está na cola, em 17º lugar, e abre a rodada diante do Londrina nesta sexta-feira (27), às 19h15, no estádio do Café. O São Bento visita o CRB, no Rei Pelé. Já o Criciúma recebe o Botafogo-SP, no Heriberto Hülse. O Figueirense encara o vice-líder Atlético-GO, no Antônio Accioly. Os três têm 23 pontos cada e amargam a 18ª, 19ª e 20ª colocações, respectivamente. 

Para surpreender na casa do rival, o Vitória precisará melhorar as estatísticas como visitante. Dono da 6ª pior campanha fora de casa do campeonato, o Leão tem aproveitamento de apenas 25% após dois triunfos, três empates, sete derrotas, 11 gols marcados e 21 sofridos. Um bom desempenho em Bragança Paulista pode levar tranquilidade à Toca do Leão e deixar os jogadores mais seguros.

"Eu acho que eles têm que acreditar no potencial que têm. Aqui tem jogadores de qualidade. Tem times com investimento um pouco maior, estão melhores encaixados, mas não vejo disparidade de qualidade do Vitória com outras equipes", afirmou Geninho há uma semana, quando assumiu o time. "O grupo tem qualidade, pode render mais. A chance de fazer um campeonato melhor existe", completou. 

MISTÉRIO

Nesta sexta-feira, o técnico Geninho comandou o primeiro coletivo visando o jogo contra o Botafogo. A atividade foi fechada à imprensa e o clube não revelou o time esboçado pelo treinador. O elenco não tem desfalques com relação aos jogadores que estavam disponíveis no empate sem gols com o Atlético-GO, na última terça-feira (24), na Fonte Nova, quando Geninho estreou à beira das quatro linhas. 

Suspenso na rodada passada, o lateral dreito Van está à disposição. Já o zagueiro Everton Sena, lesionado na coxa, segue fora. O elenco rubro-negro encerra a preparação para o jogo na manhã de sábado (28) e viaja no início da tarde para São Paulo.  


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas