Passageira de ônibus presa na Bahia receberia R$ 3 mil para transportar 7kg de crack

bahia
28.08.2020, 09:27:00
Atualizado: 28.08.2020, 09:27:22
(Foto: Divulgação/PRF)

Passageira de ônibus presa na Bahia receberia R$ 3 mil para transportar 7kg de crack

Ela recebeu a droga em Uberlândia e teria que entregá-la em Maceió

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma passageira de ônibus foi flagrada, nas proximidades de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, com sete quilos de crack dentro da sua bagagem. Ela ainda afirmou aos policiais rodoviários federais que receberia R$ 3 mil para levar a droga de Uberlândia, em Minas Gerais,  para Maceió, no estado de Alagoas.

O flagrante foi realizado no momento em que policiais rodoviários federais fiscalizavam um ônibus interestadual, na BR 116, KM 830, por volta das 12h30. Ao realizar averiguações junto aos passageiros, a equipe de policiais observou grande desconforto e nervosismo em uma das passageiras, que apresentou discurso extremamente contraditório, o que levou os policiais a procederem à revista da bagagem pessoal que estava na cabine de passageiro, embaixo da poltrona.

Na mochila da passageira, de apenas 22 anos, os policiais encontraram sete tabletes de crack. Ao ser questionada, ela declarou que havia recebido a droga na cidade de Uberlândia e que levaria para Maceió  e informou que receberia R$ 3 mil pelo transporte.

A passageira foi presa e encaminhada com a droga, uma quantia em dinheiro de R$ 254,00 e 01 aparelho celular que foram apreendidos, para a Delegacia de Polícia Civil local para as demais medidas cabíveis.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas