PC ressignificado

tecnoporto
09.07.2020, 05:35:00

PC ressignificado


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Com a pandemia da covid-19, veio a necessidade de assistir aulas, trabalhar, participar de reuniões e também curtir momentos de diversão como tours virtuais, shows e filmes online. Essa nova rotina acabou por trazer o computador de volta à lista de necessidades dos brasileiros. Em março, foram vendidos mais notebooks que durante a última Black Friday no país. Seguindo esse movimento, na última quarta (8), a Dell lançou no Brasil a nova linha XPS-13 de notebooks considerados premium, com preços que vão de algo próximo a R$ 9 mil  até mais de R$ 11 mil. Como os dispositivos agora são fabricados no Brasil, esse preço, em relação aos importados, ficará em média 30% menor.

Para incentivar empresas e profissionais na montagem de home offices com essas máquinas mais caras, a fabricante vai presentear os compradores do XPS 13 entre 14 e 21 de julho com um monitor de 24 polegadas e um adaptador móvel USB-C 6 em 1, além de um ano do Premium Support Plus. No evento de lançamento, o vice-presidente para Consumidor Final e Pequenas Empresas da Dell Technologies Brasil, Diego Puerta, destacou o foco que a empresa dá ao país: “O Brasil é um dos principais mercados para a Dell e trazer uma operação tão complexa como a fabricação local do XPS 13 ressalta o total comprometimento da empresa com o país e com os consumidores brasileiros”, completa.

O novo XPS 13, além de incorporar plástico 100% reciclado, é fabricado usando materiais premium, com fibra de carbono inspirada no modelo aeroespacial, fibra de vidro tramada e alumínio usinado com corte de precisão, para melhorar o acabamento e trazer um design durável e leve. Saiba mais sobre o novo equipamento e detalhes sobre a promoção de pré-lançamento acessando https://www.dell.com/pt-br?~ck=mn.

Cartório virtual

Uma decisão da Corregedoria Nacional de Justiça permitiu a realização à distância de procedimentos como compra e venda de imóveis e divórcios. A advogada Deborah Zatti explica que esses atos são chamados de notariais e que não existe uma padronização dos procedimentos, ou seja, cada cartório pode escolher se usará e-mail, site, aplicativos, plataformas de videoconferência próprias ou utilizadas no mercado, para atuar em cada procedimento. Escrituras de compra e venda para registro de imóveis, divórcios extrajudiciais, reconhecimento de firma, inventários e procurações poderão ser feitas remotamente sem a presença física das partes e/ou dos respectivos advogados/procuradores, com a digitalização de documentos e as confirmações através de assinatura eletrônica, digital ou videoconferência. Só não podem ser feitos digitalmente testamentos públicos e aprovações de testamentos cerrados.

Mentoria coletiva do Google

O programa Mentoria Cresça com o Google, criado para apoiar empreendedores durante a pandemia, apresenta agora a Mentoria Coletiva. São sessões com até 200 empreendedores que duram uma hora, sem custo. Cada encontro traz um especialista do tema escolhido às terças, quartas e quintas-feiras. Serão inicialmente 24 sessões sempre entre 18h e 19h. A primeira, no próximo dia 21, tem como tema “Como definir o público alvo do meu negócio e minhas estratégias de conteúdo”. Jimena Tomás, gerente de marketing do Google, destaca que as mentorias representam a oportunidade de aprender com as dúvidas de outros empreendedores e compartilhar experiências em grupo, o que permite atender mais pessoas e otimizar o aprendizado além de promover a construção de um networking qualificado conectando os empreendedores. Para se inscrever e conferir a agenda dos encontros  basta acessar https://events.withgoogle.com/emcasa/registrations/new/.

Ajuda para startups Agro

Vem aí a segunda rodada do TechStart Agro Digital, programa realizado pela Embrapa Informática Agropecuária e a Venture Hub. Essa rodada conta com o apoio da Bayer e foca em oito diferentes temas: Gestão de Risco Agrícola; Identificação e Detecção de Pragas e Doenças; Cadeia de Hortifruti; Automação e Robotização no Campo; Biotech; Manejo e Monitoramento; Pecuária de Precisão; e Nutrição e Sanidade Animal. O processo todo vai durar seis meses, com cinco etapas (sprints). As startups selecionadas vão poder usar a infraestrutura de coworking do Innovation Hub Campinas e terão acesso gratuito às informações e modelos agropecuários gerados pela Embrapa e disponíveis na plataforma AgroAPI, que possui dados sobre cultivares, produtividade e zoneamentos agrícolas. As inscrições das startups podem ser feitas no site do TechStart Agro Digital.

Pequenas e médias empresas mais frágeis

A Zyxel, companhia taiwanesa de soluções para conectividade corporativa, levantou dados que mostram que um terço dos pequenos e médios negócios do mundo estão sofrendo ataques cibernéticos. Segundo a empresa, isso acontece porque negócios menores não possuem infraestrutura para se proteger adequadamente em ambientes de trabalho remoto. Uma forma de aumentar a segurança é o uso de um Firewall, sistema que une hardware e software para controlar o acesso aos dados através de políticas de segurança. Para auxiliar nessa implementação, a empresa oferece o 1º ano de licença de uso gratuita para a sua solução de firewall do tipo UTM (Gerenciamento Unificado de Ameaças), que é a mais simples de configurar. A Zyxel também oferece garantia de até 5 anos para o produto.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas