Pelo segundo ano seguido, Salvador não terá Lavagem do Bonfim

salvador
05.01.2022, 10:14:00
Baiana reverencia o santo (Oxalá no candomblé) na procissão sem público em 2021 (Arisson Marinho/Arquivo CORREIO)

Pelo segundo ano seguido, Salvador não terá Lavagem do Bonfim

Prefeito diz que decisão foi tomada por conta da pandemia e surto de gripe

Salvador não terá a tradicional Lavagem do Bonfim no próximo dia 13 - é o segundo ano seguido que a capital baiana não terá a celebração com os fiéis, por conta da pandemia de covid-19. A confirmação foi dada nesta quarta-feira (5) pelo prefeito Bruno Reis, durante assinatura de uma ordem de serviço do programa Morar Melhor em Vila Canária.

Bruno disse que a decisão foi tomada por conta do aumento significativo de casos da covid-19 provocados pela variante ômicron e também pela chegada do vírus da gripe H3N2. 

"Essa foi uma decisão conjunta entre a prefeitura e a Basílica do Bonfim e, diante dessa transmissão que está ocorrendo, não podemos dar margem para contribuir para que nesses números possam aumentar ainda mais. Sendo assim, infelizmente, o dia da Lavagem do Bonfim será um dia normal na cidade, com a região da Cidade Baixa funcionando normalmente", disse.

Ele disse que os fiéis que querem seguir algum compromisso religioso por conta da data devem tentar ir até a basílica em outros dias, para evitar aglomerações. "Tenho certeza que o Senhor do Bonfim vai abençoar do mesmo jeito", diz.

No dia 13, a Basílica Santuário Senhor do Bonfim, na Colina Sagrada, estará fechada durante todo o dia. O templo estará aberto apenas às 18h para a missa da novena, que terá início às 19h. 

Pela manhã, às 10h, será iniciada uma transmissão virtual com uma homenagem póstuma aos mais de 620 mil mortos pela covid-19 no Brasil, que vai ocorrer no monumento ao Cristo Ressuscitado, na Praça do Bonfim.

Em seguida, às 10h30, o reitor da Basílica do Bonfim, padre Edson Menezes, transmitirá a tradicional mensagem e benção à população. As ações poderão ser acompanhadas através do site do santuário e redes sociais da Basílica.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas