Perícias no INSS são suspensas por tempo indeterminado na Bahia

bahia
30.03.2022, 22:30:00
((Foto: Ana Lúcia Albuquerque/CORREIO))

Perícias no INSS são suspensas por tempo indeterminado na Bahia

Peritos se juntaram aos servidores, que estão em greve desde o último dia 23

Os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) seguiram o movimento dos servidores e entraram em greve em todo país, nesta quarta-feira (30). As perícias programadas nas agências da Previdência Social da Bahia foram suspensas por tempo indeterminado. 

Os peritos reivindicam reajuste salarial de 19,9% para repor perdas inflacionárias desde 2019 e a fixação de no máximo 12 atendimentos presenciais por dia. Além disso, eles também pedem a distribuição igualitária de agendamentos entre os profissionais dos turnos da manhã e da tarde, direito a feriados e recessos e o fim de espaços na agenda.

"Durante muito tempo, a categoria se esforçou para desenvolver o diálogo e para oferecer alternativas menos onerosas do que a paralisação total, mas não recebeu tratamento semelhante por parte do governo, circunstância essa que acarreta, nesse momento, a adoção dessa medida extremamente grave", declarou a Associação Nacional dos Médicos Peritos (ANMP), em nota. 

A greve nacional acontece desde o último dia 23 e, na segunda (28), os servidores INSS iniciaram uma greve por tempo indeterminado em toda a Bahia. A categoria suspendeu os atendimentos em todas as sete gerências e 140 postos de atendimento do estado. De acordo com o coordenador do Sindicato dos Trabalhadores Federais em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social no Estado da Bahia (Sindprev), Edivaldo Santa Rita, na quinta-feira (31), a categoria vai fazer um ato nacional em todo o país. Em Salvador, a manifestação acontece em frente ao Ministério da Economia, no Comércio, às 6h, para fazer uma atualização da greve. 

O INSS nacional ainda não se posicionou sobre a situação e o regional da Bahia afirmou que só se emitirá nota após posicionamento oficial por parte do Instituto.

Santa Rita explica que a greve acontece por tempo indeterminado. "Já tivemos uma primeira sinalização de conversa com o presidente do INSS e com o ministro da Economia, mas não avançamos", disse o coordenador do Sindprev. 

Segundo a Portaria nº 922, de 06 de setembro de 2021, nos casos que o atendimento não possa ser realizado por indisponibilidade nas agências, como no caso de greves, o INSS deve reagendar automaticamente, sem a necessidade de solicitação por parte do usuário.

A advogada previdenciária do INSS Carla Vitória explica que a orientação dos advogados aos clientes estava sendo procurar as agências, mesmo com os servidores em greve, porque ainda estavam ocorrendo as perícias médicas, mas agora a única saída é recorrer ao Poder Judiciário. "Temos que aguardar, infelizmente, para saber quais serão as possibilidades que o INSS vai oferecer pra gente, se vai voltar a ter a perícia remota, que foi o que aconteceu durante a pandemia. As pessoas não podem ficar prejudicadas", disse a advogada. 

Mesmo com a greve, os usuários podem reagendar atendimentos pelo site no aplicativo ou site “Meu INSS” e pela central 135 para tentar agendar ou realizar um serviço antes de procurar uma agência.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas