Petista soma R$ 222 mil em dívidas da campanha de 2020 à prefeitura de Salvador

satélite
09.08.2021, 05:00:00

Petista soma R$ 222 mil em dívidas da campanha de 2020 à prefeitura de Salvador

Por Jairo Costa Júnior

Dez meses após o fim da sucessão municipal de 2020, Major Denice Santiago (PT) é a única entre os nove candidatos à prefeitura de Salvador que ainda possui dívidas de campanhas com fornecedores e prestadores de serviços. De acordo com informações obtidas junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os débitos contratados pela petista durante a corrida pelo Palácio Thomé de Souza somaram R$ 2,822 milhões, mas as despesas pagas totalizaram R$ 2,599 milhões. O que gerou débito pendente de R$ 222 mil, ao contrário dos demais concorrentes, que quitaram todas as dívidas poucos meses depois do fim do primeiro turno na capital baiana.

Dinheiro na mão
Embora mantenha uma alta fatura em aberto, Major Denice até poderia honrar integralmente os contratos firmados ao longo da campanha. Segundo o sistema de prestação de contas do TSE, a petista arrecadou R$ 3,1 milhões em repasses do fundo eleitoral, do caixa partidário e de doações feitas por pessoas físicas.

Papo furado
Presidente do DEM e ex-prefeito de Salvador, ACM Neto atribuiu taxa de verdade de 0% à notícia em que a revista Veja aponta um suposto acerto entre ele e o presidente Jair Bolsonaro para 2022, divulgada ontem. "Não existe nenhum fundamento na informação de que eu teria fechado acordo com Bolsonaro. Minha prioridade continua sendo viabilizar a candidatura do DEM à Presidência da República", afirmou Neto, em conversa com a Satélite. Paradoxalmente, a publicação surge em meio ao acirramento das críticas feitas por ele às ameaças de Bolsonaro contra o processo democrático.

Navalha na carne
Alvo do mais recente cerco da Operação Faroeste a acusados de integrar a rede de grilagem e venda de sentanças no alto clero do Judiciário baiano, o ex-secretário de Segurança Pública Maurício Barbosa deve enfrentar sérias dificuldades na Polícia Federal (PF), onde é delegado de carreira. Recentemente, a Procuradoria-Geral da República recomendou que a Corregedoria-Geral da PF apure as ligações dele com a organização criminosa desmantelada pela Faroeste. Em especial, o papel de Barbosa na blindagem do esquema.               

Não, senhor!
De longe, os eleitores nordestinos são os mais refratários aos militares em cargos de confiança do governo federal, destaca nova pesquisa realizada pelo Instituto Paraná com 2.020 moradores do país de 29 de julho a 2 de agosto. Ao todo, 54% dos entrevistados no Nordeste disseram discordar da presença da classe no Executivo, ante 48% do Sudeste, 47% do Norte e Centro-Oeste e 40% do Sul. 

Além da média
A rejeição aos militares no Nordeste ficou cerca de seis pontos acima do resultado nacional. Na soma geral, 48,5% dos brasileiros discordam de ocupação do governo por milicos, enquanto os que concordam representam 45,3%.
  

Com o sucesso do boxe baiano em Tóquio, está na hora de sair das promessas. A arena de lutas em Salvador deveria estar pronta em 2019, mas nunca virou realidade. Será que finalmente vai virar? Félix Mendonça Júnior, deputado federal e presidente do PDT da Bahia, ao cobrar a promessa feita em 2016 pelo governador Rui Costa (PT)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas