Pintor é morto com facada no peito após briga com a mulher na Federação

salvador
28.07.2017, 06:55:00
Atualizado: 28.07.2017, 11:47:59

Pintor é morto com facada no peito após briga com a mulher na Federação

Vítima chegou a ser socorrida para o HGE, mas morreu; Valdemir e a mulher estavam juntos havia um ano e meio

O pintor Valdemir Santos Lima, 42 anos, foi morto a facadas dentro de casa na noite desta quinta-feira (27), no bairro da Federação, em Salvador. Segundo informações do Centro Integrado de Comunicações (Cicom) da Secretaria da Segurança Pública (SSP), ele recebeu o golpe de faca durante uma briga entre ele e sua mulher.

Pintor foi morto com facada no peito dentro de casa na Federação
Foto: Tailane Muniz/CORREIO

O crime aconteceu por volta das 22h, na Travessa Pedro Gama. Segundo a polícia, Valdemir foi atingido no peito, na região do coração, chegou a ser socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas, por volta das 23h, morreu - ele não resistiu aos ferimentos.

Testemunhas contaram à polícia que, após o desentendimento, a suspeita do crime fugiu. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Familiares do pintor afirmaram que o casal estava junto havia um ano e meio. "Ela brigou na rua, entrou em casa e esfaqueou ele", disse Valter dos Santos, irmão do pintor. Eles não tinham filhos.

Uma prima da suspeita afirmou que eles estavam bebendo juntos antes do crime. "Eles estavam bebendo. Na hora da briga, já estavam deitados na cama quando ela esfaqueou ele", disse a mulher que não quis se identificar. 

Em nota, a Polícia Militar informou que Valdemir já tinha passagem na polícia. "Consultando o portal da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, verifica-se passagem anterior da vítima na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), em razão de violência doméstica", disse a PM. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas