Podcast relembra os últimos 40 anos de música baiana

podcast
20.11.2019, 05:00:00
Atualizado: 08.01.2020, 19:23:42

Podcast relembra os últimos 40 anos de música baiana

Especial do CORREIO fala das origens e consequências da axé music, além dos novos artistas da nossa música

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Assim como a Bahia, a música produzida por aqui mudou muito nos últimos 40 anos. Em seus 40 anos de existência, o CORREIO viu acordes, batidas e levadas se transformarem e transformarem a vida no nosso estado e, por que não, no país. 

Como parte das comemorações das quatro décadas de fundação do jornal, o CORREIO apresenta o podcast 40 Anos de Música Baiana, dividido em duas partes, ambas disponíveis abaixo e, em breve, em plataformas como Spotify, iTunes e Google Podcasts. 

Na primeira parte, o jornalista e crítico musical Hagamenon Brito faz um panorama da música produzida na Bahia desde o final da década de 70 até os tempos atuais. Criador do termo ‘axé music’, o jornalista conta como o movimento, que tem como marco inicial a música Fricote, de Luiz Caldas, transformou a cultura baiana. “O axé desloca o eixo de produção do Rio-São Paulo, faz uma música própria, cria uma indústria própria, cria estúdios, é uma pequena revolução”, analisa. 

Confira as duas partes do podcast:

Carlinhos Brown, um dos artistas mais citados na gravação, já usou o mesmo termo para definir a importância da axé music. “Talvez não se tenha uma noção exata do tipo de revolução que nós fizemos. Nesses 40 anos, o melhor de tudo é que isso deu continuidade a outros conceitos de movimento no Brasil”, afirmou ao CORREIO, em agosto.

O próprio Luiz Caldas relembrou ao CORREIO, em fevereiro, como foi o início da axé music. “A diversidade musical era maior. Eram muitos artistas, cada um fazendo seu estilo, a seu gosto. Não é como hoje, que um faz algo e dez imitam. Isso é algo que pode ser que eu tenha um pouco de saudade, de nostalgia, mas não dá pra deixar as coisas pararem”, contou.

Hagamenon também conta como previu a decadência da axé music e opina sobre os principais expoentes da nova música produzida na Bahia, além de dizer qual seu top 5 de artistas locais nessas últimas quatro décadas.

Já o jornalista Osmar ‘Marrom’ Martins, referência quando se fala de Carnaval, conta como viveu a cobertura do início do movimento da axé music e como viu os artistas baianos virarem estrelas nacionais da música. “O axé criou uma geração de produtores e empresários top de linha. Eu viajo pelo mundo, vejo festivais e eventos que a gente não deve nada a ninguém em termos de organização”, conta. 

O jornalista ainda conta alguns bastidores da nossa música, como o dia em que um Gilberto Gil ainda se recuperando de doença não resistiu a um dos acordes mais famosos do pagode baiano e se levantou para dançar.

O podcast faz parte das comemorações dos 40 anos do Correio*, que teve como celebração principal à nossa música o show CORREIO e Carlinhos Brown - Um Show de 40 Anos, no mês de agosto, com renda revertida para o Instituto de Cegos da Bahia (ICB), projeto apoiado por Brown há dois anos.

*O projeto Correio 40 Anos tem oferecimento do Bradesco, patrocínio do Hapvida e Sotero Ambiental, apoio institucional Prefeitura de Salvador, e apoio de Vinci Airports, Sesi, Salvador Shopping, Unijorge, Claro, Itaipava Arena Fonte Nova, Sebrae e Santa Casa da Bahia.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-tratar-a-dor-da-chikungunya-entenda-fases-da-doenca/
Registro de casos aumentou 440% na Bahia nos últimos seis meses; sintoma pode se tornar crônico e durar anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheias-de-bossa-bebel-gilberto-lanca-parceria-com-martnalia/
Confira também o clipe Hipnose, de Larissa Luz, e a canção Caxixi, de Mariene de Castro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-o-video-filha-interrompe-entrevista-por-videochamada-e-vira-sensacao-nas-redes/