Polícia apreende 16 armas usadas em caça ilegal na Bahia

bahia
17.09.2021, 23:38:00
(Reprodução/SSP-BA)

Polícia apreende 16 armas usadas em caça ilegal na Bahia

A prática criminosa era realizada na Estação Ecológica do Rio Preto, no oeste do estado

Durante operação contra a caça ilegal, equipes da 86ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Formosa do Rio Preto) e do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), apreenderam 16 armas de fogo usadas para matar animais da Estação Ecológica do Rio Preto, entre os municípios de Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, no oeste do estado.
 
Na quinta-feira (16), as equipes do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto)se dirigiram até a localidade do ‘Marinbondo’, na Fazenda São Gonçalo, e encontraram um homem suspeito de praticar caça ilegal, ele já era monitorado pelo Inema.
 
“Nós solicitamos a entrada na residência e, após a permissão, conseguimos encontrar em um dos cômodos usado como dispensa, oito espingardas calibres 44, 36, 32, munições, além de um frasco de pólvora, chumbo e uma caixa de espoleta, o que indicou a prática da caça”, disse o comandante da guarnição, soldado Abmael Matos Batista.

Foto: Reprodução/SSP-BA

Os itens apreendidos e o suspeito foram encaminhados para a Delegacia Territorial (DT) de Formosa do Rio Preto. Na unidade, o titular, delegado Arnaldo Monte, informou que ele foi autuado em flagrante por “posse ilegal de arma de fogo, pagou fiança e foi liberado”.
 
Já nesta sexta (17), as equipes seguiram nas buscas por caçadores e encontraram armadilhas usadas para prender animais no ‘Povoado de Retiro’, zona rural de Formosa. O suspeito foi abordado pelos policiais que, após permissão do dono da casa, encontraram mais uma espingarda, pólvora, chumbeiro e munições calibre 38. O suspeito foi levado para a delegacia para prestar esclarecimentos à Polícia Judiciária.
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas