Polícia prende suspeito de participação na morte de PMs em Vitória da Conquista

bahia
14.07.2021, 20:02:15
Atualizado: 14.07.2021, 20:59:29
(Reprodução/Giro em Ipiau)

Polícia prende suspeito de participação na morte de PMs em Vitória da Conquista

Outros três envolvidos nos assassinatos dos policiais foram mortos em confronto com agentes de segurança; polícia investiga a possibilidade de mais suspeitos

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia divulgou que um homem suspeito de participar das mortes do tenente e do soldado da Polícia Militar, Luciano Libarino Neves, 34 anos, e Robson Brito de Matos, 30, respectivamente, foi preso, na terça-feira (14), após dar entrada no Hospital de Base de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. 

Leia mais: Polícia mata três envolvidos em assassinatos de PMs em Vitória da Conquista

De acordo com a SSP, além do homem preso, outros cinco integrantes da mesma família foram conduzidos para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) para prestarem depoimento. A polícia investiga a participação de ao menos três deles no crime.
 
Segundo o delegado Cléber Rocha Andrade, titular da Delegacia de Homicídios (DH) de Vitória da Conquista, o homem teria recebido informações de que dois homens procuravam o local e alertou o pai. “Depois que o pai soube da presença dos PMs na região, ele saiu com outros filhos, identificaram e cercaram o carro dos PMs”, contou. 
 
Ainda de acordo com o delegado, a partir dos depoimentos colhidos, o homem foi autuado em flagrante por duplo homicídio qualificado, já com prisão preventiva solicitada à Justiça, além da prisão temporária de outros seis filhos do homem. “Esses homens estão sendo procurados pela polícia. Todas as denúncias estão sendo verificadas e podem ser enviadas através do Disque Denúncia da SSP ou do 190”, concluiu. 
 
Outros suspeitos  

Logo após as mortes dos PMs, policiais de diversas unidades iniciaram uma caça aos criminosos e, na tarde do mesmo dia, encontraram  Ramon da Silva, o Ramonzinho Cigano. Ele foi o primeiro a ser morto pela polícia, no bairro de Lagoa das Flores, durante confronto armado. Ele foi socorrido, mas chegou morto ao Hospital Geral de Vitória da Conquista. 

Já nesta quarta-feira (14), outros dois homens, também envolvidos nos assassinatos, foram mortos em um novo confronto com policiais na manhã desta quarta-feira (14), na cidade Itiruçu. Os homens mortos eram os irmãos Arlan e Dalvan da Silva Matos, sendo que um deles tinha 25 anos e nasceu em Itapetinga, e o outro tinha 27 e era natural de Bom Jesus da Lapa.

Relembre o crime

O assassinato de Luciano e Robson aconteceu no distrito de Josué Gonçalves no fim da manhã desta segunda. Os dois atuavam no Serviço de Inteligência da 92ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Vitória da Conquista) e estavam à paisana, colhendo informações de uma denúncia, quando foram surpreendidos pelos criminosos armados e em dois carros, um preto e um branco.

“Eles tinham sido informados que no local havia a prática de agiotagem, quando foram cercados por um grupo de ciganos, que identificaram os policiais e começou a atirar”, contou um oficial da PM. O tenente e o soldado morreram no local. O tenente Luciano era casado e deixou um filho. O soldado também era casado e tinha uma filha.  

Em nota de pesar, o Comando de Policiamento da Região Sudoeste informou que Luciano deixa esposa e um filho, enquanto Robson também deixa esposa e filha. "Lotados na 92ª CIPM, Companhia Rural de Vitória da Conquista, ambos eram profissionais dedicados e de condutas ilibadas. Prestamos aqui nossas homenagens póstumas ao tempo que nos solidarizamos com os familiares e amigos. As informações sobre o velório e sepultamento serão divulgadas em momento oportuno", diz trecho do documento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas