Polícia recupera R$ 1,5 milhão de assalto a banco em Botucatu

brasil
01.08.2020, 18:59:06
Atualizado: 01.08.2020, 19:02:29
(Foto: Reprodução)

Polícia recupera R$ 1,5 milhão de assalto a banco em Botucatu

Também foram apreendidas armas, veículos e coletes balísticos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A polícia de São Paulo conseguiu recuperar R$ 1,5 milhão que foi levado de uma agência bancária em um grande assalto que ocorreu na cidade de Botucatu, interior paulista, na noite de quarta-feira (29). Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, o dinheiro recuperado estava dividido em diversos malotes.

O ataque à agência bancária começou por volta das 23h30 e se estendeu por três horas. Os criminosos agiram coordenadamente para atacar três agências na região central da cidade. Em outras duas agências foram encontrados explosivos não detonados. Durante a intervenção da polícia houve troca de tiros. Dois policiais ficaram feridos na ação.

Segundo a polícia, parte dos criminosos chegou a ser flagrada, na manhã de quinta-feira (30), na Rodovia Marechal Rondon, que corta a cidade. Eles foram encurralados e revidaram a ação policial, conseguindo escapar. Um dos suspeitos foi atingido, socorrido no Pronto Socorro da Universidade Estadual Paulista (Unesp), mas não resistiu. Durante a fuga, informou a polícia, os criminosos teriam ateado fogo em diversos veículos como forma de bloquear as rodovias e impedir a ação da polícia. Eles também fizeram moradores reféns.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Botucatu, com apoio de policiais da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic).

Além desse valor em dinheiro, a polícia apreendeu também sete fuzis calibre 762, outro de calibre 50 e uma metralhadora 9 mm, além de oito veículos, dois coletes balísticos e um rádio comunicador.

Segundo a SSP, as buscas prosseguem para localizar os autores do crime.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas