Policiais e viaturas terão aparelhos remotos de vigilância na Bahia

bahia
27.07.2021, 13:25:00
Atualizado: 27.07.2021, 14:59:51
Tecnologia será implantada em 39 cidades até dezembro (Foto: divulgação/ SSP )

Policiais e viaturas terão aparelhos remotos de vigilância na Bahia

Objetivo da nova tecnologia é combater a criminalidade e vai contemplar 77 cidades

No filme O Show de Truman (1998), estrelado por Jim Carrey, uma cidade fictícia é monitorada 24 horas por dia e cada movimento do vendedor de seguros Truman Burbank é registrado pelas câmeras. Na Bahia, a vida começa a imitar a arte. Nesta terça-feira (27), o Governo do Estado autorizou a instalação de 4.095 câmeras de vigilância nas 77 maiores cidades do estado. Os equipamentos serão conectados a uma tecnologia de ponta para combater a criminalidade.

Atualmente, câmaras inteligentes já fazem o reconhecimento automático de pessoas que estão foragidas da justiça, ou que estão sendo procuradas por familiares, assim que o rosto passa diante de uma das lentes. Carros roubados também são identificados no momento em que as câmeras registram as placas. Quando isso acontece, um alerta aparece na tela de um dos 23 Centros de Operações policiais instalados na Bahia.

O que vai mudar a partir de agora é a logística. Antes, era preciso que um dos servidores que monitora o painel entrasse em contato com a viatura mais próxima e informasse as coordenadas do suspeito. Agora, os policiais militares terão um aparelho instalado nas viaturas que dará essas informações imediatamente para a guarnição que estiver mais próximo do local.

Novos aparelhos que serão usados pelos policiais (Foto: divulgação/ SSP)

Segundo o governador Rui Costa, isso vai ajudar a diminuir o tempo de resposta para as ocorrências. Ele assinou a ordem de serviço para a implantação do sistema, nesta terça-feira, em um evento no Centro de Operações e Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

“Esse contrato tecnológico vai colocar a Bahia na vanguarda do Brasil para monitoramento de cidades. Com isso, nós vamos melhorar muito a segurança pública fazendo prevenção aos crimes, e mesmo onde não seja possível a prevenção nós teremos a materialidade do delito para que aqueles atores possam ser condenados judicialmente. Entendo que a impunidade é o grande estímulo a perpetuação do crime”, afirmou.

Governador exibe a ordem de serviço para implantação do novo sistema (Foto: divulgação/ SSP)

Serão 3.917 terminais de rádio comunicação de voz, vídeo e dados que serão implantados em viaturas das unidades da Polícia Militar da capital e Região Metropolitana. 

"Quero convidar a inciativa privada a participar desse projeto, desse esforço pela segurança pública. Além das câmeras que o estado instalará nas vias públicas, cada setor empresarial pode também fazer esse investimento. As agências bancárias podem colocar imagens externas e conectar com esse sistema, os shoppings, lojistas, e até mesmo condomínios podem fazer isso", afirmou Rui.

O governador frisou que o objetivo é ter acesso a imagens externas dos prédios, com exceção dos ônibus, onde a movimentação que acontece do lado de dentro do coletivo é de interesse da polícia para evitar assaltos e localizar foragidos.

Além do aparelho fixo que ficará preso à viatura os policiais vão receber outro transmissor de informações. É um modelo que se assemelha aos antigos aparelhos de celular com antena. Esse equipamento tem a mesma funcionalidade de um telefone, mas é configurado também para permitir o acesso aos sistemas de câmeras e ao banco de dados da SSP.

Na prática, ao identificar pessoas suspeitas em um ponto de ônibus, por exemplo, os policiais poderão checar de imediato se elas têm pendências com a justiça. O titular da SSP, Ricardo Mandarino, considerou a tecnologia um avanço e disse que ele estará disponível no próximo carnaval.

“Esse é um incremento de qualidade, as imagens são de qualidade. Então, teremos muito mais segurança, porque teremos muito mais detalhes do rosto da pessoa e sujeito muito menos a questionamentos da legitimidade do reconhecimento da prova”, disse.

O Sistemas de Reconhecimento Facial e de Placas integra o ‘Projeto Vídeo Polícia’ e foi implantado em 2018, após uma visita do governador a países asiáticos que já usavam da tecnologia. Naquele mesmo ano, um homem que estava sendo procurado pela polícia foi preso no carnaval de Salvador. Mesmo usando maquiagem e fantasia, ele foi reconhecido pela leitura facial das câmeras. Desde então, 216 pessoas já foram presas por esse sistema.

Cidades
Agora, terá início a fase de treinamento dos policiais. A escolha dos municípios que vão receber as novas câmeras foi feita com base exclusivamente na quantidade populacional. As 39 maiores cidades terão a tecnologia até dezembro, e as outras 38 terão o sistema instalado em 2022 (confira a relação abaixo).

O investimento é de cerca R$ 665 milhões, e inclui a prestação de serviço através do consórcio vencedor da licitação, o conglomerado Oi SA e Avante SA, por cinco anos. No filme de 1998, Truman fica indignado ao saber que está sendo monitorado, mas na vida real a população está reagindo de outra maneira. A atendente de telemarketing Juliana Silveira, 24 anos, disse que aprova a ideia.

“Saio de casa todo dia cedo, primeiro para estudar, e depois vou para o trabalho. Então, só volto para casa tarde. Assaltos estão frequentes, toda hora tem, e a gente anda sempre assustada. Se essa tecnologia vai ajudar a polícia a tirar os bandidos da rua a gente fica feliz, claro. Espero que ela funcione bem”, disse.

Gravação de imagens
Além de receber os alertas em tempo real, os rádios transceptores que foram anunciados nesta terça-feira também permitem a gravação de imagens no momento das abordagens. O secretário da SSP, Ricardo Mandarino, contou que uma tecnologia similar será licitada nos próximos meses.

“Vamos comprar câmeras para colocar no peito de todos os policiais que estiverem em operação, tanto civil como militar. A câmera vai filmar a operação toda. Isso vai proteger o policial contra acusações de abuso e vai dá segurança à população de que também ela não vai ser molestada indevidamente. Estamos terminando os estudos para abrir a licitação para a compra dessas câmeras”, afirmou.

O sistema já está em operação em São Paulo. Na semana passada, uma equipe da SSP foi até o estado para conhecer mais detalhadamente a tecnologia. Na Bahia, a licitação será publicada em até dois meses, e o secretário acredita que o sistema estará em operação até o primeiro semestre de 2022.

Confira as cidades abrangidas em 2021:

  1. Salvador
  2. Camaçari
  3. Lauro de Freitas
  4. Simões Filho
  5. Candeias
  6. Dias D’Ávila
  7. Mata de São João
  8. São Sebastião do Passé
  9. Vera Cruz
  10. São Francisco do Conde
  11. Pojuca
  12. Itaparica
  13. Madre de Deus
  14. Feira de Santana
  15. Alagoinhas
  16. Santo Antônio de Jesus
  17. Vitória da Conquista
  18. Jequié
  19. Guanambi
  20. Brumado
  21. Juazeiro
  22. Paulo Afonso
  23. Jacobina
  24. Senhor do Bonfim
  25. Irecê
  26. Itaberaba
  27. Itabuna
  28. Ilhéus
  29. Teixeira de Freitas
  30. Porto Seguro
  31. Eunápolis
  32. Valença
  33. Itamaraju
  34. Barreiras
  35. Luís Eduardo Magalhães
  36. Bom Jesus da Lapa
  37. Santa Maria da Vitória
  38. Ibotirama
  39. Seabra

Municípios que serão abrangidos em 2022:

  1. Serrinha
  2. Cruz das Almas
  3. Santo Amaro
  4. Euclides da Cunha
  5. Catu
  6. Santo Estevão
  7. Maragogipe
  8. Entre Rios
  9. Amargosa
  10. Esplanada
  11. Cachoeira
  12. Olindina
  13. Ubaira
  14. Saubara
  15. São Miguel das Matas
  16. Nova Fátima
  17. Caetité
  18. Rio das Contas
  19. Itiruçu
  20. Érico Cardoso
  21. Jussiape
  22. Casa Nova
  23. Capim Grosso
  24. Pindobaçu
  25. Novo Triunfo
  26. Ponto Novo
  27. Prado
  28. Itacaré
  29. Ubatã
  30. Alcobaça
  31. Cairu
  32. Santana
  33. Serra Dourada
  34. Taboca do Velho Brejo
  35. Lapão
  36. Andaraí
  37. Lençóis
  38. Muncugê
  39. Vale do Capão (Caetê-Uçu/ Palmeiras)


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas