Policial assassinado em restaurante de Camaçari é enterrado em Alagoinhas

bahia
05.11.2019, 19:18:00
Atualizado: 05.11.2019, 19:22:51
(Acervo pessoal)

Policial assassinado em restaurante de Camaçari é enterrado em Alagoinhas

Ele estava de folga quando reagiu a um assalto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O corpo do cabo da Polícia Militar Renato Santana Medeiros, de 46 anos, foi enterrado na tarde desta terça-feira (5), no Cemitério Jardim da Saudade, no município de Alagoinhas. Ele morreu após reagir a um assalto em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. 

Renato estava de folga e almoçava em um restaurante no bairro Gleba C, na tarde de segunda-feira (4), quando dois homens invadiram o estabelecimento e começaram a furtar os pertences dos clientes. No momento em que tentaram levar os objetos pessoais do cabo, ele reagiu e foi baleado.

Segundo a Polícia Civil, que já ouviu testemunhas nesta terça-feira (5), o caso é investigado como latrocínio (roubo sgeudo de morte). Houve troca de tiros entre Renato e os bandidos, que fugiram em seguida. Renato chegou a ser socorrido por policiais militares e levado para o Hospital Geral de Camaçari, mas não resistiu e morreu no local. Até o momento ninguém foi preso.

Por meio de nota, a Polícia Militar informou que a vítima integrava há 20 anos o quadro de funcionários do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Ele morava no mesmo bairro em que foi morto.

Renato era casado e deixa uma filha. Ele é o oitavo policial militar assassinado este ano na Bahia. No ano passado, foram registradas 16 mortes deste tipo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas