Por conta da pandemia, Seap proíbe visitas sociais e religiosas em prisões da Bahia

coronavírus
19.02.2021, 12:22:58
(Arquivo CORREIO)

Por conta da pandemia, Seap proíbe visitas sociais e religiosas em prisões da Bahia

Aumento de números de casos da covid-19 motivou a suspensão

A Secretaria de Administração Penintenciária e Ressocialização (Seap) informou nesta sexta-feira (19) que estão suspensas as visitas sociais e religiosas em todas as unidades prisionais do estado. O motivo da decisão é o aumento da taxa de contaminação pela covid-19 na Bahia.

"Essa medida preventiva visa minimizar os impactos causados por uma possível transmissibilidade da covid-19 no Sistema Penitenciário, como também, forçar a diminuição de possíveis vetores de contaminação em circulação nas ruas", diz a secretaria em nota. 

A Bahia registrou 67 mortes e 4.017 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,6%) em 24h, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) na quinta-feira (18).

Desde 30 de janeiro, o estado não registrava mais de 4 mil casos de novas contaminações por dia. No mesmo período, 3.259 pacientes foram considerados curados da doença (+0,5%).

A Bahia terá toque de recolher em todo o estado, a partir da próxima sexta (19), das 22h às 5h, por sete dias, com possibilidade de prorrogação.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas