Pra manter a pegada, Vitória encara o Paraná na Vila Capanema

e.c. vitória
01.12.2020, 05:00:00
Zagueiro João Victor será titular contra o Paraná (Letícia Martins/EC Vitória)

Pra manter a pegada, Vitória encara o Paraná na Vila Capanema

Rubro-negro está invicto há quatro rodadas; jogo é nesta terça-feira (1º), às 21h30

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Manter a pegada. Esse é o objetivo do Vitória diante do Paraná. Invicto há quatro rodadas, o Leão visita o rival nesta terça-feira (1º), às 21h30, no estádio da Vila Capanema, em Curitiba. O rubro-negro quer seguir subindo na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro. Para isso, precisa vencer a equipe paranaense, adversária direta nas pretensões atuais na competição. 

Vitória e Paraná somam os mesmos 29 pontos, mas a equipe tricolor tem um triunfo a mais (sete contra seis) e, por isso, ocupa a 14ª colocação, enquanto o rubro-negro aparece logo em seguida, na 15ª. A diferença de ambos para a zona de rebaixamento é de oito pontos, já que o Náutico soma 21 e ocupa o 17º lugar. A distância para o G4 é maior: 11 pontos. O Juventude tem 40 e é 4º colocado atualmente.   

Apesar de apresentarem os mesmos 40,3% de aproveitamento na competição, Vitória e Paraná vivem momentos bem diferentes. Depois de já ter liderado o campeonato, a equipe paranaense tem a pior campanha do returno, com aproveitamento de apenas 6,6%. Em cinco jogos disputados, lamentou quatro derrotas e um empate, por isso, somou apenas um ponto. 

A última vitória foi há mais de dois meses, na 18ª rodada, dia 26 de outubro: 4x0 contra o Oeste, na Vila Capanema. De lá pra cá, o time do Sul do país amargou empate com o Confiança (1x1) e derrotas para Cruzeiro (2x0), Avaí (2x1), Juventude (5x0), Guarani (2x1) e Operário (1x0).

Já o Vitória tem a 10ª melhor campanha do segundo turno, com oito pontos somados e aproveitamento de 53,3%. O rubro-negro perdeu por 2x1 para o Sampaio Corrêa, na 20ª rodada, e está invicto desde então. Empatou sem gols com Ponte Preta e Náutico e venceu Figueirense (3x0) e CRB (2x1). É a terceira melhor sequência de invencibilidade em vigor na competição. Guarani e América-MG não perdem há cinco rodadas.  

DESFALCADO
O Vitória vai tentar aproveitar as fragilidades atuais do Paraná, mas não terá força total em campo. O lateral esquerdo Rafael Carioca e o zagueiro Maurício Ramos levaram o terceiro cartão amarelo e estão suspensos. Já o lateral direito Léo está com um incômodo na coxa e foi vetado. 

Aproveitado do já extinto time de aspirantes, Leocovick terá a primeira oportunidade como titular na Série B. Ele foi confirmado na lateral esquerda pelo técnico interino Rodrigo Chagas, que vai comandar o time pela segunda vez após Eduardo Barroca se transferir para o Botafogo. Na zaga, João Victor foi o escolhido para formar dupla com Wallace. Na lateral direita, a tendência é que Van assuma a titularidade.

Atual técnico do sub-20, Rodrigo Chagas convocou dois atletas da categoria para compor o banco de reservas por causa das ausências: o zagueiro Mateus Moraes e o lateral esquerdo Pedrinho. Apesar das baixas, o Leão terá um reforço contra o Paraná. Recuperado de um abscesso no pé, o volante Fernando Neto está novamente à disposição e pode aparecer. 

O Vitória deve entrar em campo com Ronaldo, Van, Wallace, João Victor e Leocovick; Guilherme Rend, Matheus Frizzo, Lucas Cândido (Fernando Neto) e Thiago Lopes; Vico e Léo Ceará.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas