'Preciso pegar ritmo', admite Walter após estreia no Ba-Vi

e.c. vitória
17.03.2021, 21:14:00
Atualizado: 17.03.2021, 21:20:12
Walter estreou com a camisa do Vitória no Ba-Vi do Baiano, em Pituaçu (Pietro Carpi/ECVitória)

'Preciso pegar ritmo', admite Walter após estreia no Ba-Vi

Atacante do Vitória foi titular no clássico desta quarta-feira (17), pelo Baiano

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O torcedor do Vitória teve a primeira oportunidade de ver Walter com a camisa vermelha e preta no Ba-Vi desta quarta-feira (17), em Pituaçu. O atacante foi titular no clássico do Campeonato Baiano e jogou durante todo o primeiro tempo. Não estufou a rede e nem esteve perto disso, mas deixou as quatro linhas no intervalo satisfeito com o que o time e ele produziram na etapa inicial. 

"Um jogo difícil. Em jogo contra o Bahia, pode vir o sub-20 do Bahia, mas é o Bahia. Nosso time tentou fazer o melhor e teve uma chance com o Ygor Catatau, mas o zagueiro deles teve a felicidade de dar um carrinho na hora. Foram 45 minutos bem feitos. Agora eu vou dar uma descansada, porque preciso pegar ritmo de jogo, de pouquinho em pouquinho", afirmou, antes de antecipar que seria substituído no vestiário.

"O professor optou por me colocar de titular e fui muito bem. Agora vou dar uma descansada para o Samuel entrar com todo gás. Não é que eu pedi, já estava combinado isso, de jogar 45, pois eu estava sem jogar há bastante tempo. Lógico que eu estava entrando, mas jogar uma partida inteira fazia muito tempo. Nosso time sentiu um pouco, porque o time mexeu bastante, mas o time está de parabéns", disse Walter, que não joga uma partida inteira desde outubro de 2018, quando defendia o CSA.

Do banco de reservas, o atacante viu o clássico do estadual terminar empatado sem gols. O Bahia jogou com o time de aspirantes e o Vitória também apresentou uma equipe diferente, já que o técnico Rodrigo Chagas escalou a equipe com sete jogadores diferentes daquela que venceu o Ba-Vi da Copa do Nordeste por 1x0, no Barradão, no último sábado (13).

Com cinco pontos, o Vitória é o 6º colocado do Campeonato Baiano. O Leão tem mesma pontuação do rival Bahia, que aparece em 7º lugar na tabela, mas leva a melhor no saldo de gols (1 contra 0). O Vitória volta a entrar em campo pelo estadual somente no dia 31, quando visita o Bahia de Feira, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas