Prefeitura vai distribuir 23 mil cestas básicas em Salvador; veja se seu nome está na lista

coronavírus
27.04.2020, 17:11:00
Atualizado: 27.04.2020, 17:11:57

Prefeitura vai distribuir 23 mil cestas básicas em Salvador; veja se seu nome está na lista

"Beneficiados serão pessoas de Salvador em condições de extrema vulnerabilidade", garantiu ACM Neto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Alaíde, Cleonice, Andercícera e Luciana**. Em comum, o mesmo perfil: mulheres, mães de família e desempregadas. Todas precisando de auxílio nesse período de crise e beneficiadas com uma das quase 23 mil cestas básicas que estão sendo entregues por mês a partir dessa segunda-feira (27), pelo programa Salvador por Todos, da prefeitura.  

“Vai fazer muita diferença esse alimento, pois o meu cadastro do Bolsa Família está cancelado há um ano e eu estou desempregada. Tenho dois filhos para criar”, disse Andercícera Paula, 36 anos, moradora de Pau da Lima. Antes da pandemia, ela ainda conseguia sustentar a família com o dinheiro que conseguia vendendo salgados e com a contribuição do esposo, mas agora, por conta do isolamento social, todos ficam em casa e acabaram perdendo a renda.  

O marido de Andercícera recebeu a cesta nas mãos do prefeito ACM Neto (Foto: Valter Pontes/Divulgação)

O marido dela foi quem recebeu a cesta básica que auxiliará a família nesse momento, entregue pelo prefeito ACM Neto.

“Os beneficiados são pessoas de Salvador em condições de extrema vulnerabilidade. A questão social é uma prioridade absoluta nesse momento”, disse o gestor municipal.  

As mais de 22 mil pessoas beneficiadas foram informadas do benefício pela equipe da Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre). “Através dos dados do cadastro único, nós identificamos quais são as pessoas que vivem com até R$ 80 por mês ou que recebem até R$ 100 do Bolsa Família”, destacou a representante da Sempre, Ana Paula Matos. 

“Eu fiquei tão feliz quando recebi a ligação deles e fui informada que poderia pegar a cesta básica”, confessou a dona de casa Cleonice dos Santos, 60 anos. Ela, assim como todas as beneficiadas que o CORREIO encontrou, estavam no ponto de entrega montado no Estádio Barradão, do Vitória.  

Aguardando o genro chegar para carregar a cesta, Cleonice dos Santos não tirava a mão do benefício (Foto: Valter Pontes/Divulgação) 

A chuva que caiu na manhã da segunda não impediu que cerca de 70 cestas básicas já fossem retiradas só neste local, segundo a informação de agentes da prefeitura. “Eu até fui aprovada para receber o auxílio emergencial, mas isso ainda não aconteceu. A cesta vai ajudar muito nesse período, pois estou sem nenhuma renda”, disse Luciana.

Pontos de entrega
A estrutura montada no Barradão é apenas uma das 11 construídas em diferentes espaços de Salvador, em uma ação que envolveu o Comando Conjunto Bahia (Exército, Marinha e Aeronáutica).

“O nosso propósito foi evitar aglomeração. Identificamos locais que tem grande espaço e que poderiam ser montados anéis de segurança, para beneficiar a população”, explicou o vice-almirante Silva Lima. 

Devido à situação de vulnerabilidade vivida, todas as beneficiadas entrevistadas tiveram alguma dificuldade para conseguir chegar ao estádio. Vestida de vermelho e preto, para fazer jus às cores do Vitória, Alaíde Paula, por exemplo, foi andando. Ela mora em São Marcos e não tinha dinheiro para o transporte. Devido ao peso da cesta básica, ela não conseguiu voltar para casa sozinha e precisou de uma carona de amigos.  

Mas essa situação não a desanimou ou tirou o seu sorriso do rosto. “Vale a pena! Tenho duas filhas, estou desempregada, não tenho esposo e não recebo benefício social. Vou vivendo de bicos e da ajuda de parentes e amigos. Deus me ajuda sempre”, relatou.   

Os outros pontos de distribuição estão localizados no Parque da Cidade (Itaigara), na Escola Municipal Francisco de Assis (Valéria), Paróquia Senhor Bom Jesus dos Milagres (Brotas), Colégio da Polícia Militar (Dendezeiros), Centro de Convenções de Salvador (Boca do Rio), Base da Guarda Civil Municipal (San Martin), 19º Batalhão de Caçadores (Cabula), Escola Municipal Eduardo Campos (Águas Claras), Base Naval de Aratu, Unidade de Acolhimento Vila Fraternidade (Coutos) e Mercado Municipal de Cajazeiras (Cajazeiras X). 

Como conferir se eu sou um dos beneficiados? 
Só serão entregues cestas básicas para as pessoas que já têm seu nome na lista da prefeitura. Para conferir se você foi contemplado, acesse o site www.salvadorportodos.salvador.ba.gov.br/cestabasica, ou ligue para o Disque Coronavírus, no número 160.  

Por enquanto, estão excluídas do benefício as famílias que já recebem esses alimentos através de outras ações, a exemplo dos alunos da rede municipal, de creches e escolas conveniadas, de abrigos de idosos e crianças órfãs, além de integrantes do programa Pé na Escola. 

“Isso não impede que, futuramente, caso haja necessidade, ampliemos o projeto para mais pessoas. A prefeitura já chegou ao número de, praticamente, 200 mil cestas distribuídas por mês na cidade”, completou Neto.   

* Com orientação da subeditora Clarissa Pacheco
** O nome foi trocado a pedido da personagem, que pediu para não ser identificada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas