Prêmio Ademi consagra as principais empresas do mercado imobiliário baiano

economia
11.05.2018, 03:00:00

Prêmio Ademi consagra as principais empresas do mercado imobiliário baiano

Vencedores utilizaram a criatividade para manter negócios aquecidos em tempos de crise
Presidente da Ademi, Claudio Cunha abre a cerimônia de premiação no Palácio da Aclamação. (Foto: Betto Jr./CORREIO)


Dizem por aí que quando passa a tempestade, vem a calmaria. Pode até ser que o clima não esteja completamente tranquilo quando assunto é o mercado imobiliário soteropolitano, mas há de se admitir que 2018 tem se mostrado muito positivo depois das dificuldades enfrentadas pelo setor nos últimos anos. A reabertura do crédito, aumento do teto de financiamento e a redução das taxas de juros aumentaram a confiança de consumidores que voltam a comprar e também das construtoras que voltam a lançar. 


Com a expectativa de investimentos que ultrapassam a marca de R$ 1 bilhão até o final do ano, Salvador vem se destacando como referência urbana nos investimentos no setor imobiliário, e a celebração do bom momento aconteceu, durante a cerimônia do Prêmio Ademi, realizada na noite desta quinta-feira (10), no Palácio da Aclamação, no Campo Grande. MRV, Civil, OR, Queiroz Galvão, Civil Barcino foram as grandes vencedoras do 24ª edição da premiação, que comemoraram a consagração ressaltando importância da soma da criatividade com a união de esforços entre poder público e privado para criação de um ambiente de negócios favorável.

“2018 começou de maneira ótima com a entrega de um novo empreendimento, depois vieram as boas notícias com as condições de financiamento e agora recebemos dois prêmios que são sinônimo de orgulho para qualquer gestor” - Luiz Pimentel, gerente regional da Queiroz Galvão.


De acordo com o gerente regional da Queiroz Galvão, vencedora nas categorias ‘Empreendimento Residencial’ com o Hemisphere 360° e ‘Empresa do Ano’, destacou a importância de saber o momento certo de se reinventar e fortalecer os canais de diálogo para superar os obstáculos. “2018 começou de maneira ótima com a entrega de um novo empreendimento, depois vieram as boas notícias com as condições de financiamento e agora recebemos dois prêmios que são sinônimo de orgulho para qualquer gestor”, afirma. “Esses caminhos começaram a se abrir sobretudo por conta da atuação dessa gestão da Ademi junto ao poder público com o alcance de importantes demandas para o setor”, destaca, citando a importância da atualização do PDDU, Louos e Código de Obras.
 

Para o secretário municipal de desenvolvimento urbano, Sérgio Guanabara, a Prefeitura precisou pensar rápido para responder ao desaquecimento do mercado, desde 2014. “A judicialização do PDDU já era um entrave para o mercado imobiliário há algum tempo, por isso a desburocratização promovida pelo prefeito ACM Neto através da atualização de diretrizes que se balizavam na realidade da década de 1980, foi fundamental”, afirma. O trabalho construído com a participação direta de entidades do mercado imobiliário mostrou resultado ainda nos primeiros meses de 2018, já que de acordo com os dados da SEDUR, o número de pedidos de alvarás para construção, teve um aumento de 55%, em relação ao mesmo período do ano anterior.


De acordo com o presidente da Ademi, Claudio Cunha, além do diálogo para facilitar a fluidez do mercado da construção, a gestão atual foi além, buscando transformar a infraestrutura da cidade. “Salvador se transformou em uma cidade mais atraente como um todo, a pavimentação das ruas, a iluminação das vias, reformas e praças requalificação da orla, tudo isso abriu um leque de oportunidades para os investimentos”, destaca. “Todas essas portas que foram abertas se somaram ao jogo de cintura das empresas em se adaptar à realidade de forma criativa para superar a crise, trazendo frutos que já começam a ser colhidos”.


Diretoria da Ademi reunida na noite da premiação. (Foto: Betto Jr./ CORREIO)


Premiando a Criatividade
No 24º Prêmio Ademi, a primeira construtora a levantar o troféu foi a MRV, vencedora da categoria Habitação Econômica, com o condomínio Spazio Soberano, que mostrou para o mercado que independente das dificuldades a criatividade faz milagres. “O Spazio Soberano foi lançado em 2016, um dos anos mais duros da crise e mesmo assim tivemos fila de espera para a compra das unidades, algo inimaginável naquele momento”, afirmou o gerente regional da MRV, Luis Felipe Monteiro. “Isso passa pela importância de conhecer bem os nossos clientes, assim usamos a criatividade para oferecer um empreendimento ainda melhor e mais confortável em condições acessíveis, e o reconhecimento desse bom trabalho chega agora através do prêmio”, ressalta.

 

Para o vice-presidente da Ademi e responsável pela premiação, Antônio Medrado, a inovação é chave dos negócios e esse ano o Prêmio Ademi se mostra oportuno como nunca, já que a boa competição é fundamental para que o mercado cresça melhorando cada vez mais a experiência do consumidor. “Criatividade é a palavra que define o nosso prêmio, já que foi por meio dela que o nosso setor atravessou esse período de dificuldades, e essa disputa positiva é fundamental para mostrarmos que as empresas seguem ativas e criativas para superar os desafios”, finaliza.


Confira a lista completa de vencedores
Empreendimento de Habitação Econômica – Spazio Soberano (MRV)

Empreendimento Comercial – Arbus Soft Office (Civil)

Loteamento/Urbanização – Reserva Sauípe (OR)

Empreendimento Residencial – Hemisphere 360° (Queiroz Galvão)

Lançamento do Ano – Jazz (Civil/Barcino Esteve)

Empresa do Ano – Queiroz Galvão

Inovação Acadêmica – Marcos Brandão (UFBA) e Cristina Perez (UFBA)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas