Presepada: a invenção do 'acarajé à francesa'

clarissa pacheco
22.03.2020, 05:00:00

Presepada: a invenção do 'acarajé à francesa'


O Correio oferece acesso livre a todas as notícias relacionadas ao coronavírus. Entendemos que informação séria e confiável é importante nesse momento. Colabore para que isso continue. Assine o Correio.


O acarajé cortado no prato já é quase um clássico soteropolitano, com o devido perdão ao baiano raiz - que gosta mesmo é de se lambuzar no dendê enquanto come o acarajé no papel. Mas, de fato, a iguaria no prato já não é novidade, nem raridade nos tabuleiros de Salvador. Novidade mesmo foi o apelido que os banhistas deram em 1985 a uma 'versão' do bolinho: 'acarajé à francesa'. O negócio era tão inusitado que o repórter do CORREIO, quando escreveu sobre a nova moda na praia do SESC, não se fez de rogado e deu nome ao negócio: 'presepada'.

Tava coberto de razão. Afinal, o acarajé tradicional era para ser comido com pimenta. Esse negócio de misturar com vatapá não era comum. Mesmo assim, fazia anos que alguns lugares já vendiam a iguaria no prato com vatapá, salada e camarão seco. Como a praia do SESC já andava querendo ultrapassar o Porto da Barra no quesito lançamento de moda, não deu outra. O povo já chegava nas barracas pedindo o tal do acarajé à francesa.

Consultei Mariele Marchand, baiana de mão cheia que vende acarajé e outros pratos da culinária da Bahia em Paris há alguns anos, e ela até tenta: só vende o acarajé no papel, embora a clientela sempre peça uma ajudinha. "Eles pedem talheres, alguns me pedem prato e, principalmente, tiram a casca do camarão. Eles não sabem muito como proceder, não!", brinca.

Há 35 anos, o dono da concorrida Barra do Guinha, Adilson Mendes da Silva, disse ao CORREIO que não se importava em servir o acarajé no prato, nem com os acompanhamentos.

"Temos clientes assíduos que já sentam na mesa pedindo o acarajé à francesa", disse, na época.

Praia do SESC, conhecida como Praia dos Brotos, em 1985
Praia do SESC, conhecida como Praia dos Brotos, em 1985 (Foto: Arquivo CORREIO)

Mas já havia clientes preocupados com a mistura:

"Se continuar assim, vai ter até mostarda e ketchup no acarajé", queixou-se o bancário Gilberto Sampaio. Ele estava até tranquilo quanto ao prato, mas não engolia de jeito nenhum os acompanhamentos.

A baiana de acarajé Aurelina de Jesus Fonseca também foi contra, na época. Como não tinha jeito, vendia: "Eles dizem que é assim que se come em São Paulo", contou.

A tal da moda virou foi regra. Se a tradição era comer o aracajé com pimenta, o que se vê hoje em boa parte dos tabuleiros é o acarajé com vatapá, salada e camarão - com ou sem pimenta, no prato ou no papel. Difícil é que os franceses saibam que esse é o tal do 'acarajé à francesa'. 

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/como-fazer-um-ovo-de-pascoa-em-casa-o-correio-te-conta/
Especialistas ensinam como fazer o melhor ovo de páscoa de dentro da sua cozinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/coronavirus-veja-quais-as-areas-do-carro-que-precisam-de-maior-cuidado/
Jornalista automotivo fala sobre limpeza e como manter o veículo guardado durante a quarentena
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/surto-de-lives-na-quarentena-transmissoes-ao-vivo-se-tornaram-comuns-e-ate-memes/
Confira também uma lista de perfis para acompanhar os 'ao vivo'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/autor-de-video-compartilhado-por-bolsonaro-pode-pegar-6-meses-de-prisao/
Gravação trazia informações falsas sobre desabastecimento de alimentos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/abner-pinheiro-publica-foto-com-bebe-nunca-vou-desistir-de-voce/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-polemica-com-teste-de-dna-e-traicoes-sthe-vai-processar-abner/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-live-com-miley-cyrus-anitta-e-chamada-de-icone-pop-brasileiro/
Cantoras conversaram via Instagram e dançaram Rave de Favela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ajustes-deixaram-a-ranger-mais-competitiva/
Em vídeo, Antônio Meira Jr., explica o que mudou na picape da Ford
Ler Mais