Presepada: a invenção do 'acarajé à francesa'

clarissa pacheco
22.03.2020, 05:00:00

Presepada: a invenção do 'acarajé à francesa'


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O acarajé cortado no prato já é quase um clássico soteropolitano, com o devido perdão ao baiano raiz - que gosta mesmo é de se lambuzar no dendê enquanto come o acarajé no papel. Mas, de fato, a iguaria no prato já não é novidade, nem raridade nos tabuleiros de Salvador. Novidade mesmo foi o apelido que os banhistas deram em 1985 a uma 'versão' do bolinho: 'acarajé à francesa'. O negócio era tão inusitado que o repórter do CORREIO, quando escreveu sobre a nova moda na praia do SESC, não se fez de rogado e deu nome ao negócio: 'presepada'.

Tava coberto de razão. Afinal, o acarajé tradicional era para ser comido com pimenta. Esse negócio de misturar com vatapá não era comum. Mesmo assim, fazia anos que alguns lugares já vendiam a iguaria no prato com vatapá, salada e camarão seco. Como a praia do SESC já andava querendo ultrapassar o Porto da Barra no quesito lançamento de moda, não deu outra. O povo já chegava nas barracas pedindo o tal do acarajé à francesa.

Consultei Mariele Marchand, baiana de mão cheia que vende acarajé e outros pratos da culinária da Bahia em Paris há alguns anos, e ela até tenta: só vende o acarajé no papel, embora a clientela sempre peça uma ajudinha. "Eles pedem talheres, alguns me pedem prato e, principalmente, tiram a casca do camarão. Eles não sabem muito como proceder, não!", brinca.

Há 35 anos, o dono da concorrida Barra do Guinha, Adilson Mendes da Silva, disse ao CORREIO que não se importava em servir o acarajé no prato, nem com os acompanhamentos.

"Temos clientes assíduos que já sentam na mesa pedindo o acarajé à francesa", disse, na época.

Praia do SESC, conhecida como Praia dos Brotos, em 1985
Praia do SESC, conhecida como Praia dos Brotos, em 1985 (Foto: Arquivo CORREIO)

Mas já havia clientes preocupados com a mistura:

"Se continuar assim, vai ter até mostarda e ketchup no acarajé", queixou-se o bancário Gilberto Sampaio. Ele estava até tranquilo quanto ao prato, mas não engolia de jeito nenhum os acompanhamentos.

A baiana de acarajé Aurelina de Jesus Fonseca também foi contra, na época. Como não tinha jeito, vendia: "Eles dizem que é assim que se come em São Paulo", contou.

A tal da moda virou foi regra. Se a tradição era comer o aracajé com pimenta, o que se vê hoje em boa parte dos tabuleiros é o acarajé com vatapá, salada e camarão - com ou sem pimenta, no prato ou no papel. Difícil é que os franceses saibam que esse é o tal do 'acarajé à francesa'. 

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/duster-2021-veja-tudo-que-mudou-no-suv-da-renault/
Jornalista automotivo testou o modelo e apresenta suas impressões
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-parte-1-dia-de-tradicao-antecipada-teve-licor-e-forro-em-familia-em-salvador/
Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-x-leo-dias-entenda-o-conflito-entre-a-cantora-e-o-jornalista/
Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-dicas-para-se-dar-bem-nas-selecoes-de-emprego-pela-internet/
Especialistas selecionam uma série de orientações importantes para fazer bonito nas entrevistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheio-de-graca-baianos-criam-memes-com-a-antecipacao-de-feriados/
Confira alguns memes que estão 'bombando' nesse feriadão antecipado por conta da pandemia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/populacao-desrespeita-decretos-e-faz-ate-paredao-em-simoes-filho/
Comércio não-essencial estava aberto na cidade; prefeitura local faz apelo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-come-cachorro-quente-em-brasilia-sob-gritos-de-assassino/