Prévia da inflação na RMS em novembro fica em 0,63%, aponta IBGE

bahia
24.11.2020, 14:16:00
(Arquivo CORREIO)

Prévia da inflação na RMS em novembro fica em 0,63%, aponta IBGE

Alimentação e gasolina foram os principais responsáveis pelo aumento

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) ficou em 0,63% na Região Metropolitana de Salvador (RMS) nesse mês de novembro, segundo divulgou nesta terça-feira (24) o IBGE, que faz o cálculo. O IPCA-15 funciona como uma prévia oficial da inflação do mês e reflete os preços coletados entre 14 de outubro e 12 de novembro. Alimentação e gasolina foram os itens que puxaram esse índice para cima.

O valor representa uma aceleração em relação ao registrado em outubro, que foi de 0,43%, e também em relação ao mesmo mês no ano passado, quando ficou em 0,01%. Foi a maior prévia da inflação em novembro para a RMS desde 2015, quando chegou a 0,88%.

Ainda assim, o índice ficou abaixo do registrado no país como um todo, que foi de 0,81%. É também o terceiro menor entre as 11 áreas pesquisadas separadamente. 

No acumulado de janeiro a novembro de 2020, o IPCA-15 da RM Salvador acelerou para 2,92% (2,27% em outubro). Continua abaixo do índice do Brasil como um todo (3,13%).

Alimentos e gasolina
Segundo o IBGE, o IPCA-15 foi puxado para cima na RMS por conta do aumento nos preços médios de sete dos noves grupos de produtos e serviços que formam o índice. 

O grupo de alimentação e bebidas foi o que teve o maior aumento e é, portanto, um dos grandes responsáveis pela tendência de alta, ficando em 1,75%. Os alimentos consumidos em casa (2,36%) seguem puxando a inflação para cima, com altas importantes na batata-inglesa (42,29%, maior aumento dentre todos os produtos pesquisados), no tomate (18,45%), no arroz (7,37%) e no óleo de soja (14,03%). 

Mas o item que, individualmente, mais contribuiu para a aceleração do IPCA-15 de novembro na RMS foi a gasolina (1,63%), que aumentou depois de duas importantes deflações seguidas (-2,66% em setembro e -5,87% em outubro).
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas