Previdência: estados e municípios terão seis meses para fazer reforma própria

economia
20.04.2017, 01:00:00

Previdência: estados e municípios terão seis meses para fazer reforma própria

Caso percam prazo de 180 dias, seus servidores serão incluídos nas mesmas regras dos federais

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos detalhes guardados até o último momento e apresentados nesta quarta-feira (19) no relatório da Reforma da Previdência é a inclusão de servidores dos estados e municípios já nesta proposta. Isso porque o parecer final de Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) prevê um prazo de seis meses, após a publicação da Emenda Constitucional, para que estados e municípios possam instituir regras próprias para seus funcionários. Caso percam este prazo de 180 dias, não terão mais a chance de mudanças e seus servidores serão incluídos nas mesmas regras dos federais.

Essa ressalva derruba a decisão anunciada pelo presidente Michel Temer em março, segundo a qual os servidores estaduais e municipais ficariam de fora da Reforma da Previdência em discussão na Câmara dos Deputados. A medida, no entanto, foi negociada com o governo, que concordou ser uma forma de reduzir a insegurança jurídica sobre o tema.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas