PRF apreende comprimidos de 'rebite' com caminhoneiros na Bahia

bahia
31.10.2020, 10:20:52
Atualizado: 31.10.2020, 10:29:44
(Divulgação/PRF)

PRF apreende comprimidos de 'rebite' com caminhoneiros na Bahia

73 comprimidos foram achados com 3 caminhoneiros, que responderão por crime

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Três caminhoneiros foram flagrados com 76 comprimidos de anfetamina na BR-101, trecho de Eunápolis, no sul da Bahia, na sexta-feira (30). Também conhecido como rebite, é uma substância de uso proibido que os caminhoneiros costumam usar para aguentar dirigir por mais tempo nas estradas.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou os comprimidos durante abordagem a três caminhões na operação Finados, que acontece nesse feriadão nas rodovias federais que cortam a Bahia.

Depois de consultar os documentos de porte obrigatório, os agentes resolveram fazer uma fiscalização minuciosa nas cabines e encontraram as cartelas de anfetamina.

Foram lavrados os Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e os caminhoneiros responderão na Justiça Criminal pelo crime de porte de droga para consumo. Eles foram liberados após assinarem o compromisso de comparecimento à audiência em juízo para responderem por suas condutas.

A Lei 13.103/15, mais conhecida como “Lei dos caminhoneiros”, prevê o intervalo de descanso obrigatório de motoristas de caminhão, ônibus e vans. O descanso é de 11 horas a cada 24 horas trabalhadas, e, também, a normativa prevê que após dirigir 5 horas seguidas é obrigatório um intervalo de, no mínimo, uma hora para refeição.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas