Procura-se treinador: objetivo é evitar o rebaixamento ou terminar acima de certo rival

artigo
06.08.2018, 05:00:00
Atualizado: 06.08.2018, 08:33:59

Procura-se treinador: objetivo é evitar o rebaixamento ou terminar acima de certo rival

O Brasil se aproxima da marca de significativa de 14 milhões de desempregados. Mesmo assim, tem gente por aí contratantes procurando funcionário desesperadamente. Desafio para buscar, desafio maior ainda para quem aceite a oferta. É o caso, por exemplo do Vitória. Antenado nas modernidades da vida, diz-se pelas bandas de Canabrava que um novo anúncio será colocado nestas ferramentas modernas de emprego. Tivemos acesso exclusivo ao texto que lê assim:

“Você é um profissional motivado, proativo, que gosta de colocar a mão na massa (lá ele) e que adora um desafio quase impossível? Tem alguma experiência como treinador de futebol? Pois nós estamos procurando você!"

Aqui no Esporte Clube Vitória estamos buscando um comandante que dê respaldo à Diretoria para que ela finja que dá uma dentro e que seja capaz de operar um milagre ou outro. Dentre as principais atribuições, você terá que:

- Estar disposto a trabalhar com um elenco que é ao mesmo tempo inchado e pouco qualificado - sem contar pouco motivado e um tanto fora de forma. Na nossa secular instituição, acreditamos na filosofia do ‘muito, ruim e barato’. Isso sem contar nos resquícios da era ‘ultrapassada, bichada e cara’.

- Ser capaz de montar um meio de campo com atletas do calibre de Yago, Soutto e Lucas Marques. Para muitos, uma missão impossível. Mas não para os que realmente querem e pensam positivo e vivem #FechadoComOECV!

- Acertar uma zaga que é a mais vazada do campeonato e que bate cabeças há pelo menos quatro temporadas. Kanu, nosso especialista, será seu assessor para que você fique por dentro de como eles trabalham arduamente para serem as maiores referências em vazamento adversário do país!

- Ensinar pelo menos um atleta a cruzar uma bola na área. E a conseguir chutar no gol. E a driblar. E a exercer funções definidas em campo. Precisamos mais do básico, mesmo, para começar.

- Ser capaz de relevar distrações atraentes e que impactam o rendimento, como por exemplos as noites soteropolitanas e os cabelos descoloridos de metade do elenco.

- Sobre a utilização da base, recomendamos cuidado. Preocupados que somos com o patrimônio do clube, fomos atrás de atletas de fora que são da mesma idade, mas que têm experiência em Série B na Europa. Mas o empresário garantiu qualidade! Quer saber? Melhor mesmo é não usar. Tem um campeonato de aspirantes que criaram esse ano que foi feito para isso.

- Exige-se falar espanhol. Nosso elenco possui estrangeiros, inclusive um que, ao que parece, é o irmão errado, mas não aceitam devolução.

- O objetivo maior de seu trabalho é evitar o rebaixamento ou terminar acima de certo rival na tabela de classificação. Preferencialmente, os dois. A tarefa pode ser mais fácil do que parece, afinal, o que tem de time igualmente ruim neste Brasileirão... Pensando nisso, já adiantamos o serviço e fomos preventivamente eliminados de todos os campeonatos para que você possa focar exclusivamente nesta jornada.

- Como condição especial, procuramos quem assine contrato de risco, sem multa e com remuneração baseada em sucesso.

Se interessou? Fale com a gente! Vamos construir juntos esta grande história de superação!”

Gabriel Galo é escritor

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores