Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

economia
11.09.2019, 06:20:00
((Foto: Georgina Maynart))

Produção de feijão vai crescer 487% na Bahia

Aumento da colheita já se reflete no preço pago pelo consumidor, alimento está 5,5% mais barato em Salvador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Menos água e mais feijão na panela, e em abundância. A produção baiana de feijão, na chamada segunda safra, que vai de abril a setembro, deve ser 487,5% maior do que no mesmo período do ano passado. Na Bahia, as lavouras cultivadas nesta época do ano devem gerar 123 mil toneladas a mais do que em 2018, alcançado quase 149 mil toneladas. 

A estimativa atualizada da safra baiana de grãos foi divulgada nesta terça (10/9) pelo IBGE, com base em dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os dados indicam resultados praticamente consolidados, já que as principais regiões produtoras estão começando ou encerrando a temporada de colheita, e as variações climáticas já não devem influenciar tanto no volume final produzido.

A maior parte da produção de inverno está concentrada na zona rural de municípios do nordeste do estado, como Euclides da Cunha, Monte Santo, Quijingue, Cansação e Adustina. A chuva chegou tardiamente na maior parte dos municípios, mas permaneceu regular ao longo dos últimos quatro meses beneficiando as plantações. Bem diferente do ano passado quando as perdas chegaram a mais de 95%.

Em Euclides da Cunha, maior produtor do estado, são mais de 25 mil hectares plantados. Em Adustina os agricultores devem produzir cerca de 6 mil toneladas de feijão.

Já em Cansação, quarto maior produtor da Bahia, os produtores rurais esperam obter a melhor safra dos últimos nove anos. O município tem cerca de 3 mil agricultores. Eles cultivam o grão numa área de 14 mil hectares e começaram a colheita há três semanas.

“Desde 2010 vínhamos tendo prejuízos. Mas este ano, apesar da chuva ter sido tardia, e do ataque de pragas, como lagartas, vamos ter a melhor colheita dos últimos anos”, afirma Cristiano Santana de Oliveira, secretário de agricultura de Cansação.

O aumento na produção do estado já começa a se refletir nos preços para o consumidor final. De acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sociais e Econômicos), o feijão foi um dos produtos que mais caiu de preço na cesta básica da capital baiana no mês de agosto. O produto registrou queda de 5,51% no mês passado em Salvador. A redução foi registrada também em outras 14 capitais, mas com percentuais diferentes. Na capital baiana, o quilo do feijão esta custando em média R$ 5,34 centavos.

“O mercado esteve abastecido, o que explicou a redução do preço do feijão carioquinha. Já para o tipo preto, o fim da colheita no Sul do país reduziu o volume ofertado, mas foi compensada pela importação do grão”, diz o relatório do Dieese.

LEVANTAMENTO GERAL

O levantamento também revelou que deve haver crescimento na produção de 10 das 26 safras de produtos investigados na Bahia.

Os agricultores devem produzir 21,6% mais mandioca do que no ano passado, isto significa 329 mil toneladas a mais do que em 2018. O volume total deve chegar a 1,9 milhão de toneladas de mandioca.

Bom para os produtores de farinha que utilizam a raiz como ingrediente básico. Cenário favorável também para os consumidores. A partir de agora aumentam as chances de ver o preço do alimento cair nos próximos meses. Por enquanto, a farinha de mandioca tem registrado alta. Só em agosto, o produto subiu 1,41% em Salvador, ainda segundo o Dieese.

Como já divulgado pelo AgroBahia/CORREIO em agosto, o levantamento do IBGE também indica que a segunda safra de milho deve registrar um aumento percentual de quase 482,3% em 2018. A “safrinha” de milho deve alcançar 276 mil toneladas em 2019.

A safra do algodão continua com crescimento estimado em 17,1%, a de banana deve ser 26,4% maior, e a de amendoim cerca de 15,3% mais alta.

Apesar da elevação na maior parte dos produtos, no volume geral a estimativa é de queda. Segundo o IBGE, a safra baiana deve ser 11,5% menor do que em 2018, com redução puxada principalmente pela queda no volume de soja, sorgo, arroz, laranja, cacau e café arábica.

BRASIL

Ainda segundo os dados, impulsonado pelas culturas de milho e algodão, o Brasil deve fechar a safra 2019 com recorde de 242 milhões de toneladas de grãos, cerca de 6,4% a mais do que na safra passada. Os especialistas acreditam que a aumento na liberação de crédito rural influenciou nos resultados.

“O acompanhamento do desempenho de crédito rural nesses dois primeiros meses da safra foi bom. Com prioridade para os pequenos e médios produtores e investimentos em infraestrutura produtiva. Tudo isso se confirmou com aumento substancial no crédito para o médio produtor rural de 28%, e em 14% para o pequeno produtor”, afirma Wilson Vaz, secretário substituto de Política Agrícola do Ministério da Agricultura.

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/novelas-classicas-chegam-ao-globoplay-e-a-favorita-e-a-primeira/
'Laços de Família', 'Vale Tudo' e 'Tieta' estão entre as próximas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-parte-1-dia-de-tradicao-antecipada-teve-licor-e-forro-em-familia-em-salvador/
Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anitta-x-leo-dias-entenda-o-conflito-entre-a-cantora-e-o-jornalista/
Cantora afirmou que era ameaçada e chantageada há alguns anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/veja-dicas-para-se-dar-bem-nas-selecoes-de-emprego-pela-internet/
Especialistas selecionam uma série de orientações importantes para fazer bonito nas entrevistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cheio-de-graca-baianos-criam-memes-com-a-antecipacao-de-feriados/
Confira alguns memes que estão 'bombando' nesse feriadão antecipado por conta da pandemia
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/populacao-desrespeita-decretos-e-faz-ate-paredao-em-simoes-filho/
Comércio não-essencial estava aberto na cidade; prefeitura local faz apelo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-come-cachorro-quente-em-brasilia-sob-gritos-de-assassino/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/caua-lady-gaga-cristiano-ronaldo-conheca-os-carros-de-10-celebridades/
Saiba qual é a marca preferida da Rainha Elizabeth II, veja quais famosos compraram um Ferrari exclusivo
Ler Mais