Professor de futebol que abusava sexualmente de alunos é preso em Eunápolis 

bahia
22.05.2018, 20:52:32
Atualizado: 22.05.2018, 21:01:07

Professor de futebol que abusava sexualmente de alunos é preso em Eunápolis 

Gilberto da Silva ameaçava alunos para obter favores sexuais e imagens pornográficas

O professor de futebol Gilberto da Rocha da Silva, mais conhecido como Juninho, foi preso nesta terça-feira (22) sob acusação de aliciar e abusar sexualmente de alunos de uma escolinha em que ele era professor. 

Foto: Divulgação/ Polícia Civil
Mais conhecido como Juninho, Gilberto chanteava adolescentes em troca de favores sexuais e material pornográfico (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

A investigação contra Gilberto começou a partir da denúncia de um adolescente. “No início, para atrair suas vítimas, ele se passava por uma mulher. Após enviar fotos com conteúdo pornográfico, obtidas por ele na internet, ainda fingindo ser menina, Gilberto induzia os garotos a também enviarem fotos”, explicou o coordenador da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior/ Eunápolis. 

De posse fotos íntimas dos meninos, Gilberto se identificava e passava a ameaçá-los, dizendo que iria divulgar as imagens para toda a cidade, solicitando mais fotos e vídeos. 

“Ele coagia os adolescentes a realizarem cenas eróticas durante chamadas por vídeo ao vivo. Em outros casos, ele chegava a marcar encontros presenciais, mediante ameaça e praticava atos sexuais com as vítimas”, detalha o coordenador.

Os policiais que cumpriram o mandado de prisão temporário na casa de Gilberto também apreenderam material contendo imagens pornográficas de diversos adolescentes. A polícia também investiga a existência de sete vítimas dos abusos. O treinador de futebol segue preso aguardando as providências da Justiça.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas