'Quando a mulher faz piada, a sociedade julga', diz Thaynara OG

entretenimento
17.03.2019, 06:00:00
(Foto: Divulgação)

'Quando a mulher faz piada, a sociedade julga', diz Thaynara OG

Influenciadora digital conta como fez sucesso e revela histórias empreendedoras em série para o Instagram e o GNT

Ela surgiu descabelada no Snapchat, com seu sotaque nordestino, jeitão bem-humorado e sem vergonha de expor o dia a dia simples da família. Falar sozinha - com o celular, na verdade - era para ser só uma forma de quebrar a rotina maçante dos estudos, mas não é que deu certo e virou profissão? Hoje, a maranhense Thaynara Oliveira Gomes, 26 anos, ou simplesmente Thaynara OG, é uma das principais influenciadoras digitais do país, com mais de três milhões de seguidores no Instagram.

Assim como ela, advogada que virou fenômeno na internet, carregou a tocha olímpica no Brasil e agora viaja o país como “embaixadora” de diferentes marcas, outras mulheres transformaram as redes sociais em aliadas para catapultar seus negócios. É a história dessas empreendedoras que é contada no programa Criadoras do Brasil, apresentado por Thaynara no IGTV do Instagram e que será exibido na programação de março do canal pago GNT.

A série de seis episódios revela, a cada semana, a história de uma mulher que criou seu empreendimento a partir do Instagram. Uma delas é Amanda Santos, que transformou sua paixão por gatos em trabalho e, por meio do perfil @catitude.catsitter, divulga seus serviços como pet sitter (cuidadora de animais). No programa, o telespectador conhece também a história do Quintal Paraense (@quintalparaense), um negócio de família que levou um pouco da culinária paraense para São Paulo.

Thaynara OG apresenta o Quintal Paraense na série Criadoras do Brasil (Foto: Divulgação)

“O que mais me chamou a atenção na história de todas as mulheres foi, primeiro, a naturalidade como se deu o negócio. Algumas tiveram a ideia a partir de uma necessidade, outras porque tinham um talento específico. Mas, pra mim, o principal foi: a coragem. Empreender no Brasil é arriscado e muitas dessas histórias se resumem a largar o certo para apostar no duvidoso”, destaca Thaynara, em entrevista ao CORREIO.

Com a leveza característica da apresentadora conhecida pelo bordão “kiu” (expressão usada na hora de pirraçar alguém), a série Criadoras do Brasil mostra como as empreendedoras fugiram da zona de conforto e mudaram de vida completamente. Parceria com a ONU Mulheres, o programa chama a atenção para o Eles Por Elas, movimento mundial de conscientização da importância do empoderamento feminino e da igualdade de direitos entre homens e mulheres.

Vitrine
Vale ressaltar que a própria Thaynara é, em si, um exemplo de case de sucesso. “Eu surgi nas redes sociais e hoje a minha vida profissional fez um 360º”, reforça a influenciadora digital que está em todas as plataformas - do Instagram ao YouTube - e em dois programas de televisão. Um deles é o Daqui, que foca no entretenimento e é exibido pela afiliada da Globo em São Luís do Maranhão.

Para as empreendedoras que estão começando, Thaynara dá algumas dicas.

“Gente, rede social é extremamente importante. Por mais que você tenha poucos seguidores, que não tenha um alcance tão grande, as pessoas conseguem chegar no seu trabalho por meio do Instagram. Foi uma coisa importantíssima que aprendi gravando a série”, destaca a apresentadora.

Então, Thaynara conta que muita gente já chegava em um dos food trucks do programa “com o print da foto da comida que queriam experimentar”. A própria apresentadora teve os caminhos profissionais abertos por se mostrar na internet. Ao mesmo tempo, destaca que nem tudo são flores e o excesso de exposição pode trazer aspectos negativos como a falta de privacidade.

“Acontece de as pessoas invadirem sua privacidade em momentos que não são tão convenientes, como dentro do hospital, fazendo exame, ou dentro da igreja, ou a pessoa chega até sua casa...”, enumera. Outro ponto negativo destacado por Thaynara, que tem o perfil brincalhão, é a expectativa que as pessoas têm de você “sempre estar bem e feliz, quando te encontram na rua”.

Thaynara OG apresenta o Entre Cubos de Ingrid Rizzieri (Foto: Divulgação)

Cantora pop
Em Criadoras do Brasil, por sinal, o papo é mais sério e menos pessoal. Apesar disso, não deixa de ter a marca da apresentadora que sonhava em ser uma cantora pop, famosa como Britney Spears. Daí a escolha de seu alter ego: Thaynara Spears.

“Quando eu era criança, jurava que ia ser uma cantora pop. #sóquenão. Não tenho nem talento pra isso, não sei cantar nada, mas continuo muito fã da Britney”, gargalha.

Com o sonho de crescer dentro da carreira que iniciou na área de comunicação, Thaynara criou um novo formato para o programa Minha Vida é Kiu, no YouTube, e segue investindo no São João da Thay. Marcado para o dia 19 de junho, em São Luís, o evento promovido por Thaynara reúne atrações musicais e influenciadores digitais. “É a menina dos olhos. É um filho mesmo que vi nascer, crescer e eu estou muito feliz. As atrações ainda não foram divulgadas, mas estão incríveis”, garante.

Outro projeto para 2019 é passar por Salvador “o quanto antes”. Apesar de não ter nada em vista, ainda, Thaynara justifica dizendo que tem “um carinho muito especial”. “Tanto em relação à cidade que acho linda e tem uma alegria, uma magia do povo, quanto aos seguidores de lá. Todos os eventos que fiz em Salvador sempre deram muito certo, o pessoal foi muito carinhoso comigo, então toda vez que surge alguma oportunidade pra voltar, eu faço de tudo pra ir”, entrega, com doçura.

Regional
Um dos principais nomes femininos em meio a uma turma de influenciadores que inclui Whindersson Nunes, Carlinhos Maia, Lucas Albert e John Drops, Thaynara conta que sua postura “bagunceira” nem sempre foi vista com bons olhos. Ao surgir “de forma engraçada”, sem maquiagem, expondo a família e a “mãe barraqueira”, a advogada conta que escutou frases como “mulher não pode fazer piada, porque é feio”.

“Quando a mulher está no humor, faz piada, se mostra de um jeito mais divertido, mais gente como a gente, a sociedade julga mais”, critica.

Apesar disso, segue firme e forte na internet, encorpando o sotaque nordestino dos influenciadores citados. “Identidade regional é tudo: quanto mais diferente você é, quanto mais representatividade você tem, mais as pessoas se interessam por seu conteúdo e isso cativa o público”, finaliza.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/juntos-e-shallow-now-5-versoes-do-hit-menos-piores-que-a-de-paula-fernandes/
Tem nos ritmos forró, country e, claro, no estilo pagodão da La Fúria; ouça
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/famoso-no-video-game-drift-conta-ate-com-campeonato-brasileiro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mostra-espelhos-dafrica-exibe-filmes-realizados-no-continente/
Evento acontece até 1º de junho no Espaço Cultural da Barroquinha e na Sala Walter da Silveira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ivete-sangalo-vira-desenho-animado-em-clipe-do-canal-infantil-mundo-bita/
Cantora comentou projeto, que faz parte de nova temporada da animação
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-inferno-de-volta-para-a-terra-hellboy-ganha-reboot-nas-telonas/
Novo filme estreia nessa quinta (23) e também conta a história de origem do personagem
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/toy-story-4-disney-libera-versao-dublada-do-novo-trailer-veja/
Marco Luque e Antonio Tabet dublam personagens na versão brasileira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/alem-das-diferencas-crianca-ajuda-colega-cadeirante-durante-apresentacao-na-escola/
Conheça a história de Maria Clara e Diulia que mostraram que o amor ultrapassa barreiras
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/cuscuzes-apaixonados-youtube-ganha-sua-primeira-novela-exclusiva/
Primeira novela feita sob medida será exibida a partir desta quinta (23)
Ler Mais