'Quero fazer parte dessa reestruturação', diz Wagner Lopes após rebaixamento

e.c. vitória
28.11.2021, 20:43:00
Wagner Lopes, durante derrota para o Vila Nova no Barradão (Paula Fróes/CORREIO)

'Quero fazer parte dessa reestruturação', diz Wagner Lopes após rebaixamento

Técnico do Vitória quer continuar à frente do time e projeta 2022

Wagner Lopes não conseguiu evitar o rebaixamento do Vitória à Série C do Brasileiro. Na noite deste domingo (28), o treinador rubro-negro lamentou a derrota por 1x0 para o Vila Nova, no Barradão, a queda à terceira divisão e projetou o futuro. Na opinião dele, o clube precisará passar por uma reestruturação para conseguir se reerguer no cenário nacional.  

"Eu acho que o Vitória é grande, independente de qual série ele esteja disputando. O que entra em jogo aqui é o que vai ser feito para voltar à Série B, para a Série A. O que entra em jogo é como vai ser reorganizado o time, qual o planejamento que a nova diretoria pretende para o clube. Muitas perguntas que a gente sabe, necessárias nesse momento de tristeza, de comoção geral, porque ninguém queria isso para um clube centenário e com o tamanho do Vitória. É com tristeza, mas eu me sinto responsável também. Nunca vou fugir dessa responsabilidade", afirmou.

No que depender de Wagner Lopes, ele estará na Toca do Leão para fazer parte dessa reestruturação. O treinador afirmou que deseja seguir no clube em 2022. "É claro que eu quero fazer parte dessa renovação, quero fazer parte dessa reestruturação, caso isso vá acontecer. Mas são muitas perguntas que a gente tem. A gente sabe que muita coisa precisa mudar, mas respeita qualquer decisão que a diretoria tomar", disse. 

Na análise de Lopes, a reestruturação precisa ser iniciada o quanto antes e ele sinalizou que o planejamento já foi iniciado. 

"Eu acredito, sim, que é primordial, é urgente. E essa reformulação é profunda. Eu acredito que o planejamento já foi feito, tanto se ficasse na Série B quanto na Série C. Acredito que isso já tenha sido feito. A nova diretoria que entrou, pessoas capacitadas, inteligentes, que sabem que precisa dessa reformulação. O nível de profundidade vai depender do nível de investimento, então isso é que tem que sentar e conversar, e com muitas reuniões, na minha visão".

Sem citar nomes, Wagner Lopes criticou algumas tomadas de decisão do clube, principalmente na montagem do elenco. Na avaliação do treinador, alguns atletas foram escolhidos de forma equivocada para a disputa da Série B.

"É multifatorial. Lá de trás. Não vou falar de pessoas que não conheço, situações que não presenciei, porque seria leviano da minha parte julgar essa situação. Tem muitos fatores, desde a montagem do elenco, desde a escolha... Muitos atletas com qualidade, mas ainda precisando de maturação, ainda precisando desenvolver processos que a gente sabe que, na Série B, não dá tempo. Você não pode fazer apostas. As apostas têm um número e tem que ser reduzido. Tem muitos fatores que, por serem assuntos internos, a gente, por respeito à instituição, não verbaliza. Tem muita situação que deveria ter sido diferente, mas, infelizmente, não foi", declarou Wagner Lopes.

O técnico do Vitória também se referiu à torcida e pediu desculpas por não ter conseguido evitar o rebaixamento. "Vai parecer contraditório o que vou falar, mas queria agradecer por ter tido a honra de ter comandado o Vitória nestes jogos. No finalzinho, nos últimos jogos, por ter tido a honra de ver a grandeza da torcida do Vitória. E dizer para eles que, dentro das minhas limitações, busquei fazer o melhor para o clube. Peço desculpas, porque faço parte disso, da história do rebaixamento".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas