Resenha, bola na rede e reencontros: Ba-Vi para ficar na memória

e.c. bahia
23.04.2019, 22:55:13
Atualizado: 24.04.2019, 10:12:29
Ex-atletas da dupla Ba-Vi e cantores convidados celebram na Fonte (Evandro Veiga / CORREIO)

Resenha, bola na rede e reencontros: Ba-Vi para ficar na memória

Baba das Antigas na Fonte Nova marcou os 40 anos do CORREIO

Por pelo menos uma hora, as torcidas de Bahia e Vitória voltaram no tempo e puderam ver de perto ídolos que marcaram gerações. Nesta terça-feira (23), o Baba das Antigas, promovido pelo CORREIO em homenagem aos 40 anos do jornal, reuniu na Arena Fonte Nova ex-jogadores e artistas do cenário baiano.

Se no futebol profissional o Leão amarga um jejum de 12 jogos sem vencer o tricolor, no baba o rubro-negro levou a melhor e deixou o seu torcedor mais feliz. 

Contado com um time de craques como Nadson, Índio, Júnior Tuchê, Rodrigo e Flávio Tanajura, além de cantores convidados, o Vitória levou a melhor e venceu por 1x0. O único gol da partida foi marcado por Falcão, vocalista da banda Guig Ghetto.

O Bahia também colocou em campo um elenco recheado. Jogadores como Jorge Wagner, Emerson Ferreti e os goleadores Uéslei e Marcelo Ramos marcaram presença. 

O pontapé inicial foi dado por Antonio Carlos Júnior, presidente da Rede Bahia. “É bom comemorar a festa de um jornal feito com as pessoas junto com as pessoas. E com algo que faz parte de nosso cotidiano, como é o futebol, fica ainda melhor. Aqui na Fonte Nova aconteceram grandes clássicos no passado, com grandes jogadores e essa aqui é a hora de lembrar de tudo isso”, disse Antonio Carlos Júnior. 

“O futebol é parte do CORREIO. E uma parte importantíssima para o jornal ser o que é. Faz parte da nossa religião, da nossa cultura e por isso é tratado como prioridade. Bahia e Vitória sem dúvida são um resumo do que é a Bahia”, reforçou Renata Correia, diretora e acionista do CORREIO. 

Outro que esteve presente foi o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani. Para ele, eventos como esse mantêm a história viva. "O Bahia tem um objetivo claro de preservar e respeitar a sua história. Já lançamos o programa Dignidade aos Ídolos, também damos apoio ao lançamento de livros contando sobre os 30 anos do título de 88 e tudo isso serve para que aqueles que não viveram reconheçam os nossos ídolos e saibam que a nossa história aconteceu por causa desses caras que estão em campo", comentou.

O resultado não era o mais importante, mas quando a bola rolou de fato, o que se viu foi um jogo equilibrado. O goleiro Gutierrez, do Vitória, parou as tentativas de Jorge Wagner e Marcelo Ramos. Já Emerson teve trabalho nas investidas de Nadson. 

O goleiro tricolor só não precisou se preocupar quando Compadre Washington recebeu livre de marcação e caiu sozinho. Minutos depois o mesmo Compadre simulou uma falta e pediu para deixar o campo. “Ele foi derrubado por um fantasma”, brincou o comediante Vicentino, que fez a festa com a torcida e os jogadores. “Vou me poupar para mais tarde”, disse Washington, lembrando do show que iria comandar com o É o Tchan após o amistoso.

Logo depois, o Vitória conseguiu ficar em vantagem no placar. Na jogada de Índio, o cantor Falcão aproveitou a bobeira da defesa do Bahia e, sozinho, balançou as redes.

Sonho de menino

“Todo mundo quando é pequeno tem o sonho de ser jogador de futebol e comigo não foi diferente. Sempre vou para o estádio, levo meu filho e estar aqui dentro de campo hoje (terça-feira) foi uma grande emoção. Já joguei aqui na Fonte Nova duas vezes, mas essa foi mais especial porque fiz um gol em Ba-Vi”, vibrou Falcão, frequentador assíduo dos jogos do Vitória. Na saída de campo, o cantor animou a torcida rubro-negra ao puxar o coro com o nome do time.

O troco tricolor veio com o ex-jogador Mário César, mas só fora de campo. “Primeiro quero parabenizar o CORREIO pelos 40 anos e agradecer por essa bonita festa. Deu mais gente no baba do que nos jogos do Vitória”, brincou o ex-zagueiro, revelado pelo Bahia no fim dos anos 80. 

Mesmo com substituições ilimitadas, o Bahia continuou sem conseguir passar pela defesa do Leão. Pelo contrário, o Vitória que seguia pressionando e mais perto de chegar ao segundo gol. O resultado, no entanto, estava em segundo plano. Jogadores ou torcedores, o que todos queriam mesmo curtir o momento entre amigos e ídolos.

O Baba das Antigas integra as comemorações dos 40 anos do jornal CORREIO, que ao longo de 2019 apresentará mais novidades para nossos leitores. O evento tem apoio da Associação de Garantia ao Atleta Profissional da Bahia (Agap-BA), Esporte Clube Bahia, Esporte Clube Vitória, Federação Bahiana de Futebol (FBF) e Itaipava Arena Fonte Nova. O projeto Correio 40 anos tem oferecimento do Bradesco, patrocínio do Hapvida e Sotero Ambiental e apoio de Vinci Airports, Senai, Salvador Shopping, Unijorge, Claro, Itaipava Arena Fonte Nova, Sebrae e Santa Casa da Bahia.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/harmonia-recebe-ludmilla-e-ferrugem-em-gravacao-de-dvd-no-wetn-wild/
Gravação acontece na estreia d'A Melhor Segunda Feira do Mundo, no dia 6 de janeiro
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-juice-wrld-morre-aos-21-anos-nos-estados-unidos/
Ele sofreu convulsão no aeroporto; artistas lamentam
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/fotografa-faz-ensaios-para-negros-a-preco-acessivel-no-reconcavo/
Ellen Katarine também é trancista, dreadmaker e estudante de História na UFRB
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-morre-e-outras-duas-pessoas-ficam-feridas-em-ataque-de-faccao/
Três homens e uma mulher em um carro atiraram contra moradores em São João do Cabrito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jovem-se-finge-de-gato-e-mia-embaixo-da-cama-para-nao-ser-achado-por-policiais/
Ele é suspeito de ter participado de um latrocínio em Fortaleza
Ler Mais