Restaurante do Fera Palace Hotel muda de nome, de conceito e de comando, em agosto

ronaldo jacobina
23.07.2019, 05:00:00

Restaurante do Fera Palace Hotel muda de nome, de conceito e de comando, em agosto


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

(Divulgação)
A Chef Manuelle Ferraz comanda o restaurante A Baianeira em São Paulo

Exclusivo! O Fera Palace Hotel vai promover uma guinada na sua gastronomia. Sai o restaurante Adamastor e entra o Lina, assinado pela premiada chef mineira Manuelle Ferraz, que atualmente comanda o badalado A Baianeira, em São Paulo. O projeto, que está sendo guardado a sete chaves pelo empresário Antônio Mazzafera, contempla uma mudança total no espaço que inclui a troca do enxoval, do cardápio, da programação visual e até da equipe da cozinha do hotel.  Assim como na casa paulistana, o novo restaurante do Fera também seguirá a linha da boa e tradicional comida brasileira. A novidade deverá ser apresentada aos baianos em agosto próximo. A escolha do nome é uma homenagem à arquiteta italiana Lina Bo Bardi. 

Segredo revelado
Procurado pela coluna, o empresário Antônio Mazzafera admitiu que fará alterações no Fera Palace, mas negou que já tenha batido o martelo. Mas a coluna foi mais fundo na apuração e descobriu também que, além de Manu - como é conhecida a chef nascida no Vale do Jequitinhonha (MG), e que foi eleita revelação pela revista Prazeres da Mesa - o Fera vai mudar o modelo de gestão da área de alimentos e bebidas, incluindo aí os serviços do bar do lobby e da piscina. Este segmento ficará a cargo do francês radicado em São Paulo, Charles Piriou que, dentre outros negócios na área de A & B, é o criador do Food Forum, um dos eventos de gastronomia mais respeitados do país. 

(Divulgação)
Charles Piriou comanda área de A&B de vários hotéis pelo país

Guia Michelin 
A aposta do Fera não poderia ser melhor. Só para ilustrar, o restaurante A Baianeira foi incluído na categoria Big Gourmand do Guia Michelin de 2019, que elege estabelecimentos que têm ótima relação custo/benefício. Além do Lina, em Salvador, Manuelle Ferraz vai assumir também o restaurante do MASP (Museu de Arte de São Paulo), previsto para ser inaugurado também em agosto.

Dupla comemoração
Nascida no Rio de Janeiro, mas com forte relação com a Bahia - onde começou sua carreira, mantém uma casa e onde também mora sua família - a jornalista Letícia Muhana vai receber o Título de Cidadã de Salvador. A iniciativa foi do colega e amigo Osmar Marrom Martins que sugeriu ao vereador Demétrio Oliveira (DEM) e este levou ao plenário da Câmara de Salvador que acatou. Muhana, que trabalhou em veículos baianos e criou e dirigiu os canais GNT e VIVA, vai receber o título em agosto, em dia ainda não definido. Certo mesmo é que um time de globais deverá desembarcar em Salvador para a homenagem que deverá acontecer entre 17 e 20 de agosto, quando ela estará na cidade para festejar seu aniversário com festa na sua casa da Praia do Flamengo. 

(Divulgação)
Letícia Muhana vai se tornar cidadã soteropolitana

3 X 4 GENTE BOA

(Acervo pessoal)
O artista Doda Guedes mora há 30 anos na Bahia

Foi a família que despertou no paraibano Doda Guedes a paixão pela moda. Desde garoto, acompanhava a avó a criar vestidos de noivas e de festa, e se encantava com os arranjos e buquês confeccionados por uma tia. A mãe, que também militava na área, o incentivava. Quando migrou para a Bahia, o primeiro emprego foi numa loja que vendia peças de marcas famosas. Apostava que seria estilista. Estudou corte e costura e modelagem.  Adquiriu máquinas, criou moldes e montou uma confecção com a irmã. Nos editoriais de moda que fazia, maquiava e penteava as modelos. Chegou à publicidade. Um comercial aqui outro ali, lá estava ele maquiando e penteando a equipe. Nas horas vagas, criava acessórios. “Quando minha irmã ficou doente, comecei a fazer bolsas com tecidos e miçangas que tinha em casa”, conta. Fez 30 no total – todas vendidas numa loja de alto luxo. Um hobby, como agora são os cintos que está criando. Doda não sabe o número de celebridades que já atendeu. Mas lembra que Sharon Stones se tornou admiradora do seu trabalho. “Até nos eventos que ela participava em São Paulo e Rio, mandava me buscar”, conta. De Gal Costa a Marina Lima, a maioria das divas passou por suas mãos. Ama todas, mas quem o emocionou mesmo foi Elza Soares. “Minha mãe era muito fã dela”. Depois de passar a maior parte da carreira como freelancer, Doda agora se uniu a outra profissional tarimbada, Cinara Carvalho, e, desde o mês passado, assumiu o salão do Wish Hotel da Bahia que passou a chamar Visage Estúdio. É mesmo um artista talentoso e multifacetado!

Anos Dourados
Apresentado em Salvador no ano passado, o musical JK Um reencontro com o Brasil está de volta para duas apresentações, nos dias 20 (entrada franca para estudantes do ensino médio) e 21 de agosto (preço popular R$2,00), no TCA. Em cena, a cantora Glaucia Nasser e orquestra, contam a vida do presidente Juscelino Kubitschek. No elenco, dois músicos conhecidos dos baianos: o maestro e violonista Paulinho Dáfilin e o baixista Fernando Nunes.

(Divulgação)
Glaucia Nasser entre os músicos Fernando Nunes e Paulinho Dáfilin

Comédia
Após levar mais de 200 mil espectadores ao teatro e ganhar versão cinematográfica que conquistou mais de 5 milhões de espectadores, Mônica Martelli aporta em Salvador com a peça Minha Vida em Marte. As apresentações acontecem no Teatro Castro Alves, nos dias 20 e 21 de setembro, às 20h.

(Divulgação)
Monica Martelli é uma das apresentadoras do Saia Justa

Mais + 
O curta Dela, do cineasta francês radicado na Bahia, Bernard Attal, que tem no elenco os baianos Lorena Santana, João Lima e Evelin Buchegger, vai estrear no Festival de Cinema de Nancy, na França. O filme ficará em cartaz de 30 de agosto a 8 de setembro. 

Menos – 
Dados da Secretaria de Segurança Pública da Bahia revelam que de janeiro a junho deste ano mais de 2,4 mil adolescentes foram apreendidos na Bahia. Triste constatar que nossos jovens têm perdido a infância e adolescência para o crime organizado. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas