Rodriguinho diz ser contra jogar na Fonte Nova durante pandemia

e.c. bahia
10.07.2020, 15:07:00
Atualizado: 10.07.2020, 16:37:06
Rodriguinho disse que não se sente à vontade para jogar no mesmo local em que um hospital está instalado (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Rodriguinho diz ser contra jogar na Fonte Nova durante pandemia

Estádio está servindo de hospital de campanha para tratar o coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Desde o anúncio de que o futebol vai ser retomado na Bahia com os retornos da Copa do Nordeste e do Campeonato Baiano, nos próximos dias 21 e 22 de julho, respectivamente, uma discussão veio à tona: a Fonte Nova receberá jogos?

Principal estádio do estado, a Fonte Nova abriga atualmente um hospital de campanha que trata vítimas do coronavírus. Operacionalmente, a unidade hospitalar não atrapalharia a realização de partidas, já que os duelos não vão contar com a presença de torcedores, mas é a questão moral que tem sustentado a discussão.

Um dos principais jogadores do elenco do Bahia, o meia Rodriguinho falou sobre o que pensa de jogar no mesmo espaço em que pessoas afetadas com o coronavirus estão sendo tratadas. Para o camisa 10, o clube não deveria atuar na Fonte Nova durante a pandemia.

"Na minha opinião, não. Eu prefiro que seja em outros locais até mais tranquilos para que a gente não entre em polêmica e não ofenda ninguém", disse o meia, após o treino desta sexta-feira (10), na Cidade Tricolor.

Também nesta sexta-feira, o governador do estado, Rui Costa, deu a sua opinião sobre o assunto e disse que não o agrada a ideia de ter jogos na Fonte Nova enquanto o hospital estiver em funcionamento.

"Não tomei posição definitiva, mas a princípio não me agrada muito ter partidas de futebol. Lá tem leitos de UTI. Não me agrada muito a ideia de ter jogo no gramado e pessoas eventualmente na UTI, lá área de cima, pessoas indo a óbito no momento a partida. Não sei. Não tomei uma decisão definitiva, mas não me agrada muito a ideia", disse o governador, durante entrevista à rádio Metrópole.

A Fonte Nova foi indicada pela Liga do Nordeste como um dos estádios para receber jogos do Nordestão. Presidente da entidade, Eduardo Rocha chegou a confirmar que o estádio receberia partidas, mas disse que é a CBF, em conjunto com as autoridades locais, que vai decidir o uso ou não do equipamento.

Caso a Fonte Nova não seja liberada para jogos, a tendência é de que o Bahia mande as suas partidas em Pituaçu. Além da Copa do Nordeste e Baianão, o tricolor se prepara para as disputas do Brasileirão e Sul-Americana. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas