Rogério Ceni é demitido do São Paulo

Série A
03.07.2017, 14:47:00

Rogério Ceni é demitido do São Paulo

Treinador perde emprego após seis meses de trabalho, com o clube na zona de rebaixamento do Brasileirão

Rogério Ceni não é mais técnico do São Paulo. A passagem do maior ídolo do clube como treinador durou apenas seis meses e não resistiu à derrota para o Flamengo por 2x0, no domingo (2), que colocou o tricolor paulista na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. O São Paulo é 17º colocado, com 11 pontos.

Sob o comando de Ceni, o São Paulo foi eliminado na semifinal do Campeonato Paulista, pelo Corinthians; na quarta fase da Copa do Brasil, pelo Cruzeiro; e na primeira fase da Copa Sul-Americana, pelo Defensa y Justicia da Argentina. Venceu o Torneio da Flórida, amistoso.

Rogério é demitido três dias depois do seu auxiliar Michael Beale ter pedido demissão (Foto: Érico Leonan/São Paulo FC)

O anúncio feito pelo São Paulo no site oficial foi sucinto: “O São Paulo comunica que Rogério Ceni deixa o comando técnico de sua equipe principal. Em sua passagem como treinador, Ceni demonstrou a dedicação e o empenho que o caracterizaram como atleta. Desejamos boa sorte a este que sempre será um dos maiores ídolos de nossa história. ‘O respeito e o reconhecimento pela grandeza de Rogerio Ceni, como figura histórica desta instituição, serão eternamente celebrados’, disse o presidente Carlos Augusto de Barros e Silva”.

Rogério Ceni comandou o time em 37 partidas, com 14 vitórias, 13 empates e dez derrotas. Tinha contrato até dezembro de 2018. O clube ainda não anunciou o substituto. O auxiliar Pintado deve assumir interinamente. O próximo compromisso é domingo (9), no clássico contra o Santos, na Vila Belmiro.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas