Saiba o que é vitiligo, doença que deixa manchas na pele de Natália, do BBB 22

em alta
18.01.2022, 08:04:14

Saiba o que é vitiligo, doença que deixa manchas na pele de Natália, do BBB 22

Condição é autoimune e não tem cura

"Quando se trata de cor, tenho logo duas" é uma fala comumente dita por Natália Deodato, participante do Big Brother Brasil 22. A frase entrega uma doença sofrida por ela: o vitiligo, caracterizado pelo aparecimento de manchas brancas por todo o corpo. 

Ela descobriu a condição aos 9 anos quando as primeiras manchas começaram a aparecer. Em bate-papo com o Gshow, ela disse que, no começo, tinha vergonha e tentava esconder a despigmentação. Até que descobriu do que se tratava e passou a se respeitar mais.

"O que mais gosto no meu corpo é o meu vitiligo! Quando falam que sou manchada, agradeço. Não tenho problema nenhum e sinto prazer em falar sobre ele, porque, infelizmente, o que falta nas pessoas é informação", desabafou Natália.

O que é vitiligo
O vitiligo é uma doença autoimune que provoca a despigmentação da pele. Ela ficou famosa no mundo inteiro por causa de Michael Jackson, que a portava e "mudou de cor de pele" por causa dela.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o vitiligo aparece, na maioria das vezes, por tendências genéticas. Mas, suas causas são consideradas multifatoriais, podem envolver histórico familiar e presença de outras doenças autoimunes também.

Funciona da seguinte maneira: o organismo das pessoas com vitiligo não reconhece e destrói os melanócitos, células que produzem a melanina - substância que dá coloração à pele. Fatores como estresse, lesões na pele e uso inadequado de alguns medicamentos podem agravar a situação de pessoas que possuem a tendência genética para desenvolver a condição.

A doença pode acometer, de maneira igual, pessoas de todos os sexos, idades e etnias. Porém, não provoca nenhum prejuízo para a saúde física dos pacientes e não é contagiosa. 

Sintomas e características:

  • Manchas brancas de formas e tamanhos variados (de alguns milímetros, até muitos centímetros), que podem aumentar aos poucos e atingir todo o corpo;
  • Únicas ou múltiplas, as manchas afetam qualquer parte do corpo, embora ocorram com maior frequência nos joelhos, cotovelos, dedos, pernas, punhos, axilas, região lombar e áreas em torno da boca, do ânus, dos olhos e do nariz;
  • A despigmentação, em casos mais raros, também pode ocorrer nas mucosas dos lábios, gengivas, mamilos e genitais;
  • É normal que, ao se machucar, o paciente tenha as áreas afetadas da pele embranquecidas pelo vitiligo.

Tratamento
Ainda não há cura para o vitiligo. No entanto, alguns métodos terapêuticos podem amenizar as manchas. São eles: medicação correta, fototerapia, laser e cirurgia. Vale lembrar que todas essas práticas devem ser prescritas e acompanhadas por um dermatologista devidamente capacitado.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas